Início Site Página 2

calmaria obsoleta

    Se todo dia fosse "Proclamação da Republica", num feriado preguiçoso que em nada estimula a lembrança flácida pelo que noto, e de maioria popular....

Disforme

    Saudemos a trapaça benemérita, que não desfruta da ingenuidade alheia, se previne, pois também é vitima. Esta que não causa escândalo. Tem brasão e sobrenome,...

Prêlude

Da com a mão reverencia e retém cumprimento, da com a língua nos dentes a pormenor defeitos e se veja, o deleite precede ao...

Rito do escândalo

Que tempo é esse meu Deus ao qual não me caibo? quem em diminutos do assoalho me confundo entre agonia e soberba.. Que tempo...

Paciência

  Tudo o que tenho nas mãos é uma ideia de paciência que é intermitente, pessoas são figuras ilustrativas de um cenário imaginário constituído para...

Prédio 101

    Dava para vê-lo na janela do prédio principal do condomínio. Sala pequena, mas aconchegante. Poucos instrumentos de trabalho. Habituado estava... Trabalhava no segmento de...

Tempo de Crescer

Cresci  com  minha mãe dizendo que cavalo dado não se olha os dentes. E quando ia ganhando certa idade percebi que o pouco em...

Grão

  Você bebe, canta, come e fuma...Então a decisão é sua. Escracha seus valores e elege rumores.E daí por inteiro se embriaga, sem nexo, escala...

Do infortúnio

  Cansei de levantar com bruta sem implicar com as condições adversas... Julgar só por julgar sem sofrer do experimento mínimo. As rédeas da vida...

O aspirante

  Me acompanho ha alguns anos. E a luz que compõe meu norte tem um tom cinza. Tormentos sintetizam os dias quando a poeira e...

SOBRE MIM

Luiz Renato Vicente é acadêmico de Filosofia da UEM (Universidade Estadual de Maringá). Vencedor de duas Edições do Prêmio Melhor Leitor do Ano pela Rotary Club Internacional e Semuc. 2017 ( 2º lugar) e 2019 ( 1º lugar) na categoria adulto.