Patrimônio de candidatos à Prefeitura de Maringá varia de R$ 20 mil a R$ 12 milhões. Veja os valores declarados por cada um

Por: - 28 de setembro de 2020

Entre os candidatos à Prefeitura de Maringá, o concorrente do PSDB, Evandro de Freitas possui o maior patrimônio declarado, de R$ 12.081.943,28. O empresário é titular do 3° Cartório de Registro de Imóveis de Maringá e mantenedor do Centro Universitário Metropolitano de Maringá (Unifamma), e a maior fatia do patrimônio são R$ 6.454.800,00 em quotas de capital da instituição de ensino.

Vanessa Paludetto Lollato, do mesmo partido, é candidata à vice-prefeita e tem um total de R$ 4.827.386,10 em bens declarados, com a maior parte, R$ 4.753.510,00, aplicados no Banco Santander.

O candidato a prefeito pelo Podemos, José Luiz Bovo, totaliza R$ 1.347.257,43 em bens declarados. O maior valor da lista de Bovo, disponibilizada no Portal da Justiça Eleitoral, de R$ 93.229,00, é descrito como terrenos situados na cidade de São Jorge do Ivaí.

O advogado César Moreno, candidato a vice-prefeito do mesmo partido, possuí o segundo maior patrimônio entre todos os pretendentes, com R$ 7.532.641,85 em bens. Do total, R$ 2.058.187,19 são relacionados à empresa M & I Participações Societárias Ltda e R$ 3.013.176,13 são detalhados como aplicações na corretora XP Investimentos.

O candidato a prefeito de Maringá, Rogério Calazans, do Avante, tem R$ 1.391.606,75 em bens. A aquisição de maior valor, de R$ 223.500,00, é um terreno de 400 m² no condomínio horizontal Ecogarden. A psicóloga Luzinete Peder, do mesmo partido, é a candidata à vice-prefeita. Peder possuí um patrimônio de R$ 64.074,35, o que inclui um carro, residência e poupança.

Valdi Pignata , do Cidadania, possuí R$ 1.007.128,62 em bens declarados. A aquisição mais cara é a construção de duas residência no município, no valor R$ 320.000,00. A lista também é composta por salas comerciais, apartamentos, terrenos, carros e dinheiro em espécie. O candidato a vice-prefeito, do mesmo partido, professor José Vilchenski tem R$ 187.767,63 declarados. Uma casa de 60m², localizada no estado de Santa Catarina, é o bem de maior valor, e é avaliado em R$ 70.000,00.

Ulisses Maia, candidato à reeleição pelo partido Partido Social Democrático (PSD), possui um total de R$ 616.349,84 em bens. Do total, R$ 400.000,00 estão relacionados a 50% de um lote no condomínio horizontal Paço D’Arcos.

O candidato a vice-prefeito do partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Edson Scabora, possuí uma lista de bens declarados de R$ 1.328.279,79. O bem de maior valor está descrito como a “Construção Futuro Apartamento Edifício La Residence”. Há também bens declarados na construção e participação de condomínio do futuro apartamento no Edifício Green Seven.

Candidata a prefeita de Mariná pelo partido Progressistas, Coronel Audilene, possui R$ 460.772,18 em bens, com R$ 350.000,00 relacionados a uma residência.  O empresário e agropecuarista Marco Meger (PSB) candidato a vice-prefeito de Audilene. R$ 100.000,00 em quotas da empresa Meger Construtora e Incorporadora Ltda, e declarou um capital total de R$ 336.797,43.

Com R$ 373.800,27 em bens declarados, Dr. Batista é candidato a prefeito de Maringá pelo partido Democratas (DEM). O bem alegado de maior valor é um conjunto de embarcação modelo Matriz 200, no valor de R$ 100.000,00. A candidata à vice-prefeita, a professora Lilian Moraes (DEM) possuí R$ 20.000,00 em capital, valor de um carro Tigo marca Chery.

Eliseu Fortes, candidato do partido Patriota tem R$ 323.342,90 em bens declarados. A residência com área total de 132 m² é avaliada em R$ 300.000,00. A candidata a vice-prefeita do partido Patriota, Eliane Silva, possuí R$ 769,01 declarados.

O patrimônio declarado do candidato a prefeito pelo PT, Carlos Mariucci, é de R$ 207.528,72, com 60% do total relativos a uma residência. José Márcio Peluso (PDT), que será o candidato a vice-prefeito, possuí um capital de R$ 343.421,00. Ele informou que R$ 200.000,00 são referentes às franquias da marca Terceira Visão em Paranavaí (PR) e Nova Esperança (PR).

Homero Marchese, é candidato a prefeito pelo Partido Republicano da Ordem Social (Pros). Marchese totaliza um capital declarado no valor de R$ 189.548,67. Do total, R$ 75.082,70 é relacionado ao veículo financiado HRV. O candidato a vice-prefeito do Partido Social Cristão (PSC), Coronel Fahur, possuí R$ 444.501,77 em bens, com uma residência calculada em R$ 276.812,25.

O candidato Anníbal Bianchini do Partido Trabalhista Cristão (PTC) possuí um total de R$ 97.200,00 em bens declarados. Ele informou que R$ 95.400,00 estão aplicados na empresa Magistrale Importação e Exportação Eirele e R$ 1.800,00 na empresa Agropecuária ALR Ltda. A candidata a vice-prefeita é Cristiane Tazinafo, do mesmo partido. Ela declarou R$ 391.094,00 em bens. Do total, R$ 270.000,00 estão relacionados a uma residência de 178m² em uma área total de 600m². Os outros R$ 121.094,80 estão dividido em bens como: carro, lote, investimento e poupança.

A candidata a prefeita de Maringá pelo Partido Liberal (PL), Akemi Nishimori, tem R$ 66.739,91 em bens declarados. Do total, R$49.959,39 estão depositados em conta corrente no país e R$ 16.780,52 estão aplicado em outras atividades. O candidato a vice de Nishimori, Zé Português totaliza R$ 181.980,95 em bens declarados, sendo R$ 133.333,00 direcionados a 14 alqueires de terras.

O candidato a prefeito do partido Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), professor Edmilson, tem R$ 20.000,00 declarados, que são de um veículo Gol, ano 2008. Osmar Jahmaica, candidato a vice-prefeito do mesmo partido, possuí R$ 136.381,35 em bens. Um residência de R$ 80.000,00 é o patrimônio de maior valor.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.