“Prefiro menos obras e mais qualidade de vida para os maringaenses”, diz Valdir Pignata

Por: - 24 de setembro de 2020
Valdir Pignata é candidato a prefeito pelo Cidadania / Reprodução Facebook

Valdir Pignata, 62, é candidato à Prefeitura de Maringá pelo Cidadania. Formado em Ciência Contábeis, Direito e Gestão de Negócios Imobiliários, Pignata foi vereador, diretor do Procon e secretário municipal de Trânsito.

Ele também atuou como diretor de Administração Finanças no Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). O professor José Antonio Vilchesk, do mesmo partido, será o candidato a vice-prefeito.

Se eleito, Valdir Pignata afirma que a prioridade do mandato será o cuidado com as pessoas por meio da “educação na primeira infância, reestruturando a saúde, ampliando a segurança, a geração de emprego e renda e a mobilidade”.

Ele não concorda com a compra de vaga em creches particulares e diz que as vagas em creches e escolas é obrigação do gestor público. Sobre a revitalização do Eixo Monumental, Pignata afirma que prefere “menos obras e mais qualidade de vida para todos os maringaenses”.

Por que o senhor merece ser eleito prefeito de Maringá?

Eu sempre atuei na iniciativa privada e em órgão públicos, e tenho orgulho da minha história profissional. Portanto, sinto-me preparado para assumir tamanho desafio que é cuidar da cidade e dos maringaenses.

Se eleito, qual a prioridade do seu mandato?

Cuidar das pessoas através da educação na primeira infância, reestruturando a saúde, ampliando a segurança, a geração de emprego e renda e a mobilidade.

Como avalia a gestão de Ulisses Maia (PSD)?

A maioria dos maringaenses tem criticado muito a gestão dele. Agora, nas eleições é que essa gestão será devidamente avaliada.

Concorda com a compra de vagas em creches particulares?

Não concordo. Vagas em creches e em escolas públicas é obrigação do gestor público. Está na constituição.

Concorda com os investimentos feitos em praças?

Tudo que revitaliza a cidade é importante, até por questões de segurança. Mas a cidade tem outras prioridades. No meu ver, nesse momento são obras eleitoreiras.

Qual a principal obra de mobilidade que propõe para Maringá em sua gestão?

Uma obra só não resolve, mas um projeto de reengenharia urbana pode destravar o fluxo de veículos integrando melhor todos os bairros com o centro de Maringá.

Pretende continuar a investir no Eixo Monumental?

Até agora não foi feito nada. Eu prefiro menos obras e mais qualidade de vida para todos os maringaenses.

Acha possível ter um VLT na Avenida Brasil?

Ainda não foi feito um estudo indicando que é uma obra prioritária. Maringá tem outros gargalos: destravar as avenidas Mandacaru, Morangueira, Pedro Taques, Tuiuti e Guaiapó, por exemplo.

Qual mensagem deixaria aos eleitores neste início de campanha?

Um bom candidato é aquele que atende o interesse coletivo. Por isso, o nosso Plano de Governo contempla a descentralização da gestão, ouvindo mais os maringaenses para tomadas de decisões mais assertivas e abrangentes. Todos têm direito à cidade, todos têm direito de se assumirem como cidadãos, dignos de usufruir do progresso, dos benefícios, e do espaço urbano compartilhado em convivência pacificadora.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.