Crenças errôneas e preconceito dificultam a saúde sexual

Por: - 15 de julho de 2021

Como dizia, com muito humor, Marylin Monroe “o sexo faz parte da natureza, e me dou maravilhosamente bem com a natureza.”  

 

É incrível e curioso como uma prática tão natural possa causar tanto alvoroço e mesmo rejeição a algumas pessoas. Isso se deve ao fato do surgimento de crenças errôneas ao longo da história; além disso; muitas dessas crendices permanecem, até os dias atuais, impregnadas na mente coletiva de muitas sociedades. Como consequência, defrontamo-nos com casais que, cotidianamente, desenvolvem problemas de ordem sexual, a exemplo as disfunções e desconfortos sexuais, os quais podem acarretar crises entre os casais.

Crenças erradas sobre a sexualidade:

Masturbação é coisa de homem e é pecado

Infelizmente, é grande o número de mulheres que não conseguem chegar ao orgasmo. Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) mostrou que 34,6% das brasileiras sofrem com a falta de desejo sexual e 29,3% delas têm vida sexual sem orgasmo. Além disso, 92% das mulheres não costumam se masturbar.

Esses números tornam-se ainda mais preocupantes se pensarmos que a vida sexual saudável é um dos pontos principais para a felicidade do casal e também para a autoestima de qualquer mulher.

Sexo é sujo

Essa crença se fortaleceu entre as mulheres que tiveram educação muito rígida com influência religiosa e pais severos. Algumas dessas mulheres apresentam ter dificuldades em atingir o orgasmo por considerarem a prática como uma atitude suja ou errada.

Ao praticarmos sexo, liberamos uma série de hormônios os quais são responsáveis não só pelos sentimentos de alegria e satisfação mas também pela manutenção do nosso bem-estar e o rejuvenescimento! Isso quer dizer: há muita mulher se sentindo menos feliz do que poderia por não conseguir atingir o orgasmo feminino.

Principais motivos além de crenças que podem dificultar o orgasmo feminino.

Existem também, é claro, questões físicas as quais podem impedir que a mulher chegue ao orgasmo. A maior parte, no entanto, atrela-se a questões emocionais ou orgânicas, tais quais o estresse, a TPM, o uso de álcool ou drogas, os anticoncepcionais ou tranquilizantes; além, é claro, da insegurança que muitas mulheres nutrem em relação ao próprio corpo. A lista, todavia, segue com muitos outros entraves para o orgasmo feminino: falta de diálogo entre o casal, estresse do parceiro, entre outros.

Vá atrás do seu prazer!

Chegar ao prazer é essencial para sua saúde e para uma melhor vida a dois. É normal que aconteçam casos isolados em que você não consiga atingir o orgasmo feminino. Se essa situação se prolongar, no entanto, vale a pena procurar ajuda. Você pode estar sofrendo de uma disfunção sexual ou simplesmente estar passando por um momento em que precisa de ajuda para aprender a lidar com situações difíceis. Não se preocupe, o tratamento pode ser mais simples do que imagina e poderá recuperar seu prazer durante o sexo de uma vez por todas. Não se prive do orgasmo e de sua satisfação sexual e pessoal, seu corpo e sua mente precisam disso! 

 

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here