Relembrar é viver: 5 aparelhos de celular que marcaram os anos 2000

Celulares que marcaram época na década de 2000/ Reprodução Mercado Livre

Os celulares estão mudando cada vez mais rápido e, a cada novo modelo lançado, e nós  ganhamos muito mais funcionalidades para facilitar a vida: múltiplas câmeras para fotos profissionais, telas enormes e velocidades de processamento maiores. 

Hoje em dia, podemos fazer tudo pelos smartphones, desde conversar e jogar, até pagar contas e resolver questões de trabalho. Isso fica ainda mais evidente se levarmos em conta que a qualidade da internet móvel também deu um salto enorme, nos últimos anos.

Com conexões 4.5G e o futuro 5G, que deve chegar no Brasil dentro de algum tempo, é possível fazer downloads tão rápidos quanto na internet fixa. 

Dá pra imaginar que há não muito tempo atrás, na década passada, a maioria dos celulares nem eram smartphone? Em algum momento dos anos 2000 você teve um celular com teclado físico ou até com flip. Embora os aparelhos de hoje sejam muito mais avançados, dá uma nostalgia lembrar disso. Embarque com a gente nessa viagem no tempo tecnológica.

Nokia 1100 (2003)

Esse celularzinho simples tinha funções que nem um smartphone dos mais modernos consegue superar: a lanterninha (não, o flash da câmera não é a mesma coisa) era a mais clássica. Sua bateria durava semanas sem carregar e o aparelho sobrevivia a qualquer queda. Pra terminar, ele tinha o Snake, o clássico “jogo da cobrinha”. Dá saudade, né?

Motorola V3 (2004)

Mais do que um celular o V3 foi um ícone da moda dos anos 2000, junto com as calças de cintura baixa, as blusinhas folgadas e os cintos de rebite. Abrir o flip de um V3 era o suprassumo da modernidade e do estilo na época. Quem tinha um, arrasava! 

Depois, o V3 ainda foi lançado em várias outras cores, como dourado e pink. Ele foi tão marcante que a Motorola homenageou seu design no seu primeiro celular dobrável, o Razr, lançado em 2020. Um clássico nunca sai de moda, não é mesmo?

Siemens A40 (2001)

Lá nos longínquos anos 2000, um aparelho que tivesse um toque diferente para as ligações (chamado de ringtone, na época) ou uma capinha diferente já chamava atenção. Então você imagina o sucesso que foi um celular personalizado da Xuxa, que tocava Ilariê e tinha capinhas coloridas com desenhos, né? O Siemens A40, ou “celular da Xuxa” foi um sucesso entre os adolescentes. 

Sony Ericsson Walkman (a partir de 2007)

Hoje em dia, ouvir músicas no celular por apps como o Spotify, Deezer ou YouTube, é algo extremamente corriqueiro. Mas quando os celulares Walkman, da Sony, surgiram nos anos 2000, foi uma novidade e tanto! 

Eles foram os primeiros celulares que realmente funcionavam bem para ouvir música e tinham até teclas específicas para dar play/pause ou passar as faixas. Foram vários modelos na linha, um mais legal que o outro. Para destacar alguns, temos o W200i, que era bem popular; o W380 tinha flip e teclas em alto relevo na parte de fora; o W580i era mais legal ainda, porque em vez de abrir o flip, você empurrava a tela para cima. Um luxo!

BlackBerry (a partir de 2006)

Antes dos iPhone, existiu um outro aparelho móvel que permitia fazer mais do que ligações, o Blackberry. Toda pessoa ligada em tecnologia ou profissional importante precisava ter um para checar seus e-mails. A marca Blackberry comercializava vários modelos, mas os mais marcantes foram os das linhas Curve e Bold, que eram lindos! 

Na virada da década, a Blackberry perdeu popularidade e ficou para trás. Mas, por incrível que pareça, a marca ainda existe, vendendo smartphones Android. 

Foram épocas muito interessantes, mas o que seria de nós sem nossos queridos smartphones? E claro que não dá pra deixar de navegar na internet nos tempos de hoje, então é importante ter uma boa conexão de rede para continuarmos acompanhando a evolução da nossa querida tecnologia. Então pegue seu smartphone e ligue no telefone Vivo para adquirir um plano que evolua junto com você!

Últimas vagas de Empregos