Viagens caras em Cidade Gaúcha. Oito vereadores têm R$ 1,5 mi bloqueados

A Vara da Fazenda Pública de Cidade Gaúcha, a 140 quilômetros de Maringá, determinou em caráter liminar o bloqueio de R$ 1,58 milhão em bens de oito vereadores e mais três servidores da Câmara Municipal. O motivo são as viagens caras.

A Promotoria de Cidade Gaúcha ingressou com onze ações civis por ato de improbidade administrativa após a apuração de irregularidades no recebimento de diárias pelos réus.

Segundo a investigação, os valores recebidos apenas no ano de 2017, pelos envolvidos, com alimentação e hospedagem, superou o valor somado dos gastos dos Legislativos de Cianorte, Umuarama, Maringá, Cascavel e Ivaté.

Segundo o Ministério Público, a falta de comprovação dos altos gastos também levou a indícios de enriquecimento ilícito, com prejuízo aos cofres públicos e violação dos princípios da moralidade e da legalidade.

Os envolvidos podem recorrer da decisão liminar sobre o bloqueio de bens e ainda vão responder dentro do processo às acusações do Ministério Público.

Últimas vagas de Empregos