Presidente da Câmara de Astorga é preso em flagrante pelo Gepatria

O prédio da Câmara Municipal de Astorga / Angelo Rigon

O presidente da Câmara de Astorga, José Carlos Paixão, e o assessor Fernando Gardin da Costa foram presos em flagrante pelo Gepatria, o Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa, de Londrina.

Os dois agentes públicos foram presos no momento em que pagavam para que um representante de organização não-governamental da cidade não denunciasse irregularidades que havia descoberto na gestão legislativa.

A intenção dos dois detidos seria era evitar que o caso chegasse ao conhecimento do Ministério Público.

Ao G1, o advogado do presidente da Câmara de Astorga afirmou que ainda não teria como se manifestar sobre o caso.

O jornalista Angelo Rigon conseguiu uma foto que mostra o presidente da Câmara de Astorga e o assessor dentro de uma viatura policial.

Eles foram levados para a 10ª Subdivisão Policial de Londrina. A prisão aconteceu no começo da tarde desta terça-feira (13/8).

Últimas vagas de Empregos