Odair Fogueteiro pede de joelhos, mas não aprova Refis do IPTU

Odair pede de joelhos durante o discurso em que pede inclusão do IPTU / Reprodução

O vereador Odair Fogueteiro (PHS) chegou a pedir de joelhos, mas não conseguiu a provar a emenda apresentada com o objetivo de incluir os débitos do IPTU no Refis 2019.

A emenda foi rejeitada por seis votos a cinco, para aumentar as lamentações do vereador.  “Eu queria ajudar pessoas que estão perdendo seus imóveis. Vamos continuar lutando por isso”, afirmou Fogueteiro.

O líder do prefeito na Câmara, Alex Chaves (PHS), colocou-se à disposição para também avaliar a questão do IPTU junto ao Conselho do Contribuinte e Secretaria da Fazenda.

“Existe uma possibilidade sendo estudada no Executivo para reavaliar os contratos inadimplentes envolvendo IPTUs de quem se declara mais humilde e sem condições de pagar o imposto”, comentou.

Uma emenda modificativa do vereador e presidente da Câmara, Mário Hossokawa, ampliou parcelamento relativo a dívidas com Imposto Sobre Serviços (ISS) para R$ 300 mil, acima do valor de R$ 250 mil conforme fora apresentado no projeto substitutivo.

O vereador Onivaldo Barris (PHS) elogiou o projeto inicial de parcelamento, mas sem a inclusão do IPTU para o Refis, alegando não ser o momento de se discutir essa questão.

Assista ao vídeo completo da sessão da Câmara de Maringá desta quinta-feira (9/4).

Últimas vagas de Empregos