Homem-bomba do PSDB é preso pela Lava Jato

A prisão de Paulo Vieira da Silva, o Paulo Preto, na manhã desta sexta-feira (6/4) em ação da Operação Lava Jato em São Paulo, gera apreensão no PSDB, especialmente na turma paulista.

Documentos do Ministério Público mostram que Paulo Preto, um dos principais operadores dos tucanos, tem R$ 113 milhões em contas bancárias na Suíça.

Foi preso por desvios de R$ 7,7 milhões, em imóveis e espécie, ocorridos entre 2009 e 2011.

O engenheiro foi diretor do Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa), responsável por parte das obras na Marginal Tietê e no Rodoanel.

Paulo Preto, que já andava mandando recados para a cúpula do partido, é tido como o homem-bomba do PSDB.

Últimas vagas de Empregos