Coragem e as oportunidades em tempos difíceis

Por: - 12 de setembro de 2021

 

Em meio a tribulações, tendemos a não ser positivos ou ver saída para o problema vivenciado. Focar na dificuldade e no problema é a primeira atitude que se toma, normalmente. Contudo é preciso coragem e sair da caixa do negativismo e da bolha negra da autodepreciação.

A pandemia da Covid-19 foi (e continua sendo) uma crise que enfrentamos a nível mundial. Muito ocorreu, muito se perdeu. Ainda hoje tenta-se voltar à uma rotina que era tida anteriormente. Aos poucos as coisas vão se ajeitando e vamos nos adaptando à nova realidade que nos foi proposta (ou imposta). Mudanças, que antes eram vistas como impossíveis, foram implantadas e descobriu-se muito possível continuar.

O próprio coronavírus, a inflação, o crescimento do desemprego, o aumento do valor de vários produtos que consumimos diariamente, são alguns dos motivos que vêm causando crises no mercado.

Nesse tempo, muitas empresas aderiram ao home office, percebendo que as estruturas físicas não eram mais necessárias para o prosseguimento do trabalho, levando a novas oportunidades de negócios. Alguns estabelecimentos precisaram ser fechados ou reduziram o número de funcionários e se moldaram à forma como o momento exigiu que fosse feito.

Diante disso tudo, o que é possível fazer? Como ser positivo e conseguir olhar para frente e enxergar todas as oportunidades que podem estar logo ali, virando a esquina?

“Existe o risco que você não pode jamais correr e existe o risco que você não pode deixar de correr” – Peter Drucker

A palavra-chave para esse momento é: coragem. É preciso ter coragem para prosseguir em meio a tantas adversidades. Alguém corajoso alça voos e alcança lugares que não foram explorados anteriormente; é determinado o suficiente para não desistir e continuar vendo a luz no fim do túnel, tirar, dos piores momentos, aprendizagem para ter um conhecimento a mais na hora de enfrentar a próxima dificuldade.

Outros adjetivos essenciais são: conhecimento, estudos, força de vontade, energia, determinação, empenho, criatividade, inovação, adaptação. Também é necessário renunciar ao perfeccionismo e à fragilidade.

Para conseguir ver uma oportunidade é preciso estar de olhos bem abertos, fazer pesquisas de mercado e de negócios e não desistir no primeiro tropeço. Um bom marketing pessoal é essencial para prosseguir, aconselhando que “quem não é visto, não é lembrado”, como diz o velho ditado. É preciso se mostrar e se vender, ter um contínuo desenvolvimento e investimento em sua educação e sabedoria, isso propicia um preparo para perceber e criar oportunidades. Quando esta surge, precisamos estar aptos e possuir a competência para agarrá-la.

O filme À Procura da Felicidade, dirigido por Gabriele Muccino e estrelado por Will Smith, é um ótimo exemplo de superação em tempos de crise e de visualização de oportunidades. O filme conta a história real de Chris Gardner e mostra muito sofrimento por parte do protagonista, mas ainda mais a coragem e a determinação em continuar, pensando em seu futuro, mas, principalmente, em seu filho. Assistir ao longa-metragem pode trazer a inspiração faltante para ter ânimo de continuar e conseguir ver que sempre há uma porta a ser aberta por quem procura formas de abri-la.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here