Empreendedorismo por oportunidade ou por necessidade?

Por: - 17 de julho de 2021

Você sabia que existem, no mínimo, dois tipos de empreendedores? Temos aqueles que possuem alta qualificação profissional e uma boa reserva financeira, quando percebem uma oportunidade empreendem para aumentar sua renda, eles são conhecidos como empreendedores por oportunidade.

Por outro lado, existem os empreendedores por necessidade, aqueles que estão desempregados e precisam gerar renda para sobrevivência da sua família, então investem o dinheiro da rescisão para abrir um negócio autônomo, em sua maioria na modalidade empreendedor individual.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a taxa de desemprego do primeiro trimestre de 2021 aponta que existem 14,8 milhões de pessoas desempregadas no Brasil. A falta de emprego formal e a ausência de perspectiva de crescimento do número de vagas pode impulsionar o empreendedorismo por necessidade, que envolve trabalhadores sem experiência na administração de um negócio próprio, que por sua vez, pode gerar outros números ruins, como, por exemplo, a baixa sobrevivência das empresas nos primeiros anos de vida.

Também é importante mencionar, que de acordo com o SEBRAE, os principais motivos que resultam na mortalidade das empresas no Brasil é a falta de planejamento, falta de capacitação do empreendedor, falta de investimento no treinamento da mão de obra, entre outros. Diante disso, é possível afirmar que esses empreendedores iniciaram seu negócio porque não tinham outra alternativa devido ao desemprego, ou seja, realizaram um empreendedorismo por necessidade.

Para quem quer empreender não basta apenas ter uma boa ideia de negócio e/ou dinheiro para investir. O empreendedor precisa ter as competências necessárias para isso, ou ainda, as desenvolver.

O empreendedor que quer ter sucesso em sua empresa precisa conhecer do mercado que vai empreender, identificar as oportunidades e ameaças diante desse mercado, bem como avaliar os seus pontos fortes e fracos como empresário. Fazer um plano de negócio ajuda muito nesse momento, principalmente para o empreendedor ver os seus custos e necessidades de investimentos, assim como possíveis retornos. Já que muitos empreendedores confundem CPF com CNPJ.

Quanto mais evitar erros comuns na concepção e gestão do seu negócio maior a probabilidade de sucesso do empreendedor (seja ele por oportunidade ou necessidade), reduzindo assim margens para o fracasso e o aumento da taxa de mortalidade das empresas nos primeiros anos de vida.

 

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here