Prefeitura confirma festa do Carnaval de Maringá no Novo Centro e estuda cercar local do evento

Por: - 26 de fevereiro de 2019
Ações da prefeitura tem objetivo de evitar os mesmos problemas do pré-Carnaval / PMM

A programação do Carnaval de Maringá entre a sexta-feira (1/3) e a terça-feira (5/3) foi confirmada pela prefeitura.

Atenção, nesta quinta-feira (28/2), o prefeito Ulisses Maia anunciou o cancelamento do Carnaval de Rua.

ATENÇÃO: Em reunião na manhã desta quarta-feira (27/2), a Prefeitura de Maringá anunciou que o Carnaval 2019 vai ser na Zona 10. Veja reportagem atualizada aqui.

O evento vai ocorrer no Novo Centro, no estacionamento ao lado das obras do Terminal Intermodal. O local é o mesmo onde foi realizado o pré-Carnaval no sábado (23/2), mas a prefeitura estuda a possibilidade de fechar a área com grades e concentrar a entrada dos foliões em um único ponto.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, o objetivo é tentar evitar a entrada de menores com bebidas alcoólicas e impedir que os foliões levem garrafas de vidro. Por causa das grades, os vendedores ambulantes também não vão ter acesso ao local da festa, o que vai facilitar o trabalho de fiscalização.

As medidas ainda estão em fase de estudo, mas devem ser oficializadas até quinta-feira (28/2). O município tenta traçar ações para resolver problemas registrados no pré-Carnaval de sábado e que pesaram na decisão de cancelar o segundo dia de festa. No sábado, mais de cem pessoas precisaram ser atendidas por equipes de socorro no local por causa da ingestão de bebidas alcoólicas.

Outro motivo que levou as forças de segurança a pedirem o cancelamento do segundo dia de festa, foi a falta de efetivo para garantir a tranquilidade do evento que reuniu cerca de 15 mil pessoas no primeiro dia.

A assessoria de imprensa informou que o número de seguranças privados e de agentes da Guarda Municipal vai ser o mesmo disponibilizado no pré-Carnaval de sábado. O 4º Batalhão da Polícia Militar não respondeu se vai reforçar o efetivo para os próximos dias de programação do Carnaval de Maringá.

A prefeitura não soube informar se o bloco “Bumbum de Ouro”, que seria responsável por comandar o segundo dia de folia na cidade, vai desfilar em outra data. Mesmo com a festa cancelada no domingo (24/2), milhares de foliões se reuniram no estacionamento do Estádio Willie Davids para curtir o pré-Carnaval independente da cidade.

No Carnaval de Maringá, seis blocos devem animar os foliões na cidade. A Comissão da Mulher Advogada da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Maringá lançou a campanha “Carnaval Sem Assédio”. O slogan do cartaz deixa o recado que “depois do não é tudo assédio”. Para denunciar qualquer ato de violência contra a mulher, o telefone é o 180.

Vereadores queriam mudança de local

Durante a sessão da Câmara de Maringá nesta terça-feira (26/2), os vereadores aprovaram, em regime de urgência, um requerimento solicitando a prefeitura que transferisse o local da festa para uma região com menor população residencial.

No entanto, por meio da assessoria de imprensa, a prefeitura já descartou a hipótese de mudar o local do Carnaval de Maringá.

O requerimento é de autoria do líder do prefeito na Câmara, vereador Jean Marques (PV), que defendeu a realização da festa, mas afirmou que “o poder público não é um bom organizador de eventos”. A sugestão dele era que o Carnaval fosse transferido para a Avenida Rodolfo Purpur, onde a prefeitura pretendia terceirizar parte folia, mas não conseguiu interessados da iniciativa privada para fazer a festa.

Prefeitura gasta R$ 93 mil com Carnaval de Maringá

Para a realização do Carnaval 2019, a prefeitura estabeleceu teto de R$ 150 mil em gastos. De acordo com consulta no portal da transparência, foram gastos até agora R$ 93,6 mil com a locação de palco, banheiros químicos, serviços de sonorização, iluminação e a contratação de seguranças privados. Os blocos que optaram por fazer percurso tiveram que arcar com os custos do trio elétrico.

Diferentemente do ano passado, em que foi aberta licitação exclusiva para a festa de Carnaval, em 2019 os serviços foram prestados por empresas vencedoras de licitações abertas em 2018 pela prefeitura.

Os certames na modalidade registro de preço permitem que a prefeitura faça o orçamento dos serviços para contratá-los conforme necessidade do município.

O prazo do contrato com essas empresas termina em abril deste ano. A prefeitura iniciou um novo processo licitatório para contratar novamente uma empresa que deve fornecer a locação de serviços como sonorização e iluminação para eventos na cidade, como o Carnaval de 2020.

A abertura dos envelopes está marcada para o dia 13 de março e o certame tem preço máximo de R$ 2,8 milhões.

Confira os gastos da prefeitura com o Carnaval 2019:

  • Locação de palco para Carnaval – R$ 9.370
  • Serviço de sonorização e iluminação – R$ 22.760
  • Contratação de 30 seguranças para Maringá e 10 para os distritos – R$ 36.432
  • Serviço de bandas – R$ 5.800
  • Locação de banheiros químicos – R$ 10.836
  • Locação de barracas – R$ 8.494

Total: R$ 93.692

  • Reportagem atualizada às 16h16 desta quarta-feira (27/2) com o link para a reportagem atualizada sobre o Carnaval 2019, com a mudança de local anunciada pela prefeitura. A segunda atualização foi feita às 20h50 desta quinta-feira (28/2) com o link para a reportagem que fala do cancelamento do Carnaval de Rua. 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.