Câmara de Maringá aprova multa mais alta para morte de animais por maus-tratos e rejeita publicidade em escolas

Por: - 7 de fevereiro de 2019
Aprovado aumento do valor da multa em casos que ocorra a morte do animal / Pixabay

O plenário da Câmara de Maringá aprovou na manhã desta quinta-feira (7/2), em primeira discussão, a proposta do vereador Flávio Mantovani (PPS) que aumenta a multa para casos de maus-tratos que levem a morte de animais de R$ 2 mil para até R$ 10 mil.

O projeto do vereador foi apresentado após uma cachorrinha da raça Pinscher, chamada Lar, ser morta a pauladas por ter latido para o cachorro de outra pessoa na rua.

A proposta que recebeu o nome de “Lei Lara”, por causa da cachorrinha morta, altera a lei 10.467/2017 que estabelece penalidades para quem praticar maus-tratos contra animais.

Os vereadores também decidiram retirar da pauta de discussões as alterações na lei que regulamenta o trabalho dos vendedores ambulantes. As principais mudanças são a redução na distância mínima para os vendedores atuarem perto de escolas e postos de saúde e a autorização para a locação e arrendamento dos pontos de venda.

As propostas de criação do Dia da Bíblia e do Dia Municipal do Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras) foram aprovadas em segunda discussão. Em relação ao Dia Municipal da Bíblia, conforme emenda apresentada pelo vereador Alex Chaves (PHS), a comemoração vai ser no dia 30 de setembro e não em dezembro.

Por 12 votos a 1, os vereadores rejeitaram o projeto de lei de autoria de William Gentil (PTB), que pretendia autorizar a instalação de publicidade nas escolas e creches municipais em troca de recursos para manutenção, realização de eventos e outras atividades.

ideia do vereador chegou à pauta do Legislativo em maio, mas teve a discussão adiada e só agora foi votada em plenário.

Conforme proposta do vereador Carlos Mariucci (PT), foi declarada de utilidade pública a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Maringá-PR (APAC).

Segue abaixo a íntegra da sessão ordinária realizada na manhã desta quinta-feira (7/2). Mais informações podem ser obtidas no portal da Câmara de Maringá.



Sicredi União PR/SP anuncia abertura de 49 vagas de emprego na regional Maringá e Noroeste

Plano de expansão prevê abertura de dez pontos de atendimento em 2019 no Paraná, três deles em Maringá. 

Empresa divulga vídeo e descarta suposto caso de assédio em ônibus do transporte coletivo de Maringá

Diante da repercussão, o motorista decidiu procurar o setor de Recursos Humanos da TCCC para esclarecer os fatos.

Inscrições do concurso público do Aeroporto de Maringá abrem na quarta. Até terça dá para pedir isenção na taxa

Pedidos de isenção da taxa de inscrição precisam ser feitos entre esta segunda-feira (18/2) e a terça-feira (19/2).

Socióloga de Maringá é escolhida como embaixadora do Paraná em projeto nacional de Protagonismo Feminino

Trabalho visa a construir um futuro para o Brasil a partir da igualdade de gênero e da liberdade do feminino.

Saiba o que pensam os quatro deputados federais de Maringá sobre a reforma da previdência. Um é contra

Para ser aprovada, a proposta que mexe com o sistema previdenciário precisa dos votos de pelo menos 308 deputados.

Sicredi União PR/SP anuncia abertura de 49 vagas de emprego na regional Maringá e Noroeste

Plano de expansão prevê abertura de dez pontos de atendimento em 2019 no Paraná, três deles em Maringá. 

Empresa divulga vídeo e descarta suposto caso de assédio em ônibus do transporte coletivo de Maringá

Diante da repercussão, o motorista decidiu procurar o setor de Recursos Humanos da TCCC para esclarecer os fatos.

Inscrições do concurso público do Aeroporto de Maringá abrem na quarta. Até terça dá para pedir isenção na taxa

Pedidos de isenção da taxa de inscrição precisam ser feitos entre esta segunda-feira (18/2) e a terça-feira (19/2).

Socióloga de Maringá é escolhida como embaixadora do Paraná em projeto nacional de Protagonismo Feminino

Trabalho visa a construir um futuro para o Brasil a partir da igualdade de gênero e da liberdade do feminino.

Saiba o que pensam os quatro deputados federais de Maringá sobre a reforma da previdência. Um é contra

Para ser aprovada, a proposta que mexe com o sistema previdenciário precisa dos votos de pelo menos 308 deputados.

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS