Setor de tecnologia da informação de Maringá prevê faturamento de R$ 1 bilhão em 2018. Resultado vai garantir arrecadação de R$ 20 milhões em ISS pelo município

Por: - 11 de setembro de 2018
Empreendedorismo e outros modelos de negócio foram temas de palestras do TICNOVA 2018 / Divulgação

Maringá tem se consolidado como um dos maiores polos de Tecnologia da Informação (TI) do Brasil. O crescimento se expressa em números. Para 2018, o setor vai registrar um faturamento próximo de R$ 1 bilhão, o que significa para a administração municipal uma perspectiva de arrecadação de R$ 20 milhões com o pagamento do Imposto Sobre Serviços (ISS). Este montante representa 13% da arrecadação total com o ISS no município.

Os números são da Secretaria Municipal de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide) e foram obtidos a partir de análise comparativa do setor entre os anos de 2012 e 2018. Em 2017, o setor de TI faturou R$ 802,7 milhões e gerou uma receita de R$ 16,7 milhões de ISS, 10,77% do total arrecadado com o imposto.

No ano de 2012, o setor de TI havia alcançado um faturamento quase dez vezes menor, de R$ 83,275 milhões, o que permitiu uma arrecadação de R$ 1,8 milhão de ISS. O montante correspondia a apenas 2,69% da arrecadação do imposto no município.

Para incentivar novos negócios, as empresas do setor de TI, lideradas pela Software by Maringá, associação que reúne grande parte das empresas de tecnologia de Maringá e região, juntamente com a administração municipal, instituições de ensino superior e outras entidades, trabalham para consolidar o projeto do Parque de TI de Maringá.

Em terreno de aproximadamente 120 mil m², mais de 400 empresas de tecnologia, junto às academias, vão ter condições de concentrar ações para a expansão das indústrias de software e desenvolvimento de novos negócios.

Atualmente, há uma demanda de cerca de 400 vagas de emprego abertas no setor de TI. O segmento tem crescido perto de 25% ao ano e emprega aproximadamente quatro mil pessoas de forma direta em Maringá.

A cidade também se consolidou como a segunda do Brasil em número de certificações de qualidade em tecnologia.

Outro grande projeto promovido pela Software by Maringá para colocar o município no mapa da tecnologia nacional é o Maringá ITx, que em parceria com a Softex, trabalha para aumentar o potencial de internacionalização das empresas de tecnologia da informação da região.

Uma série de consultorias sobre o tema e qualificações foram oferecidas e, ao final, as melhores colocadas receberam entradas para o evento Gartner, em Orlando nos EUA.

TICNOVA 2018 teve mais de 800 inscritos

No mês de agosto, a Software by Maringá promoveu o TICNOVA 2018, um dos maiores eventos de tecnologia e inovação do sul do país, totalmente voltado para a comunidade de empreendedores, empresários e desenvolvedores de software de Maringá e região.

Sem qualquer fim lucrativo, o evento é apoiado pelas universidades e empresas da região, tais como a Elotech Gestão Pública, que foi a principal patrocinadora do evento.

O TICNOVA 2018 reuniu mais de 50 palestrantes, tendo como principal protagonista, Tallis Gomes, o jovem mais empreendedor do mundo em 2017, segundo o MIT, e fundador das empresas Easy Taxi e Singu.

Tallis foi o escolhido para a palestra magna de abertura, que em edições anteriores, recebeu nomes como Fábio Gandour, ex-cientista chefe da IBM Brasil, e Martha Gabriel, autora do Best Seller, “Marketing na era Digital”.

Além de Tallis Gomes, a edição de 2018 contou com outros nomes de peso no mundo da inovação como Tânia Gomes, fundadora do 33e34, Claudio Nascimento, vice-presidente da associação Brasileira de cidades inteligentes e humanas, e Thiago Alves, sócio-fundador da startup Ideia no Ar.

O evento, com o conceito “Bem vindo ao futuro”, teve mais de 800 inscritos registrados pela Software by Maringá. Eles prestigiaram uma programação dividida em 4 trilhas: Business, Startup, Criatividade e Dev (termo utilizado para retratar a área de desenvolvimento de software).

A Software By Maringá também abriu espaço para estudantes das universidades da região ajudarem na organização, tanto na criação das trilhas e escolha dos palestrantes, como na logística das palestras.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.