Operação Quadro Negro. Ex-governador Beto Richa é preso novamente

Por: - 19 de março de 2019

Em operação batizada de “Entre Amigos”, desencadeada na manhã desta terça-feira (19/3) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná, o ex-governador Beto Richa voltou a ser preso preventivamente.

É a terceira vez que o ex-governador do Paraná é levado para a prisão. Também foram detidos o ex-secretário especial de Cerimonial e Relações Exteriores do Paraná, Ezequias Moreira, e o empresário Jorge Atherino.

Nas duas prisões anteriores, o ex-governador Beto Richa garantiu a liberdade após decisões favoráveis do ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF) e do ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A operação Quadro Negro investiga o desvio de cerca de R$ 20 milhões que seriam destinados à construção de escolas estaduais.

Na primeira vez que foi preso, Beto Richa foi acusado de corrupção dentro do Programa Patrulha do Campo. A segunda prisão teve relação com suspeita de pagamento de propina por parte de concessionárias de pedágio e por tentativa de atrapalhar as investigações do Ministério Público Federal.

A defesa do ex-governador Beto Richa ainda não se manifestou sobre a nova prisão. O Ministério Público do Paraná informou que vai divulgar mais informações durante o dia.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.