Franquia dos Correios: oportunidade de investimento em empresa pública

Por: - 3 de outubro de 2018
“Franquia dos Correios: oportunidade de investimento em empresa pública” está bloqueado Franquia dos Correios: oportunidade de investimento em empresa pública

A diretoria dos Correios tem apresentado medidas objetivas para realizar a recuperação da empresa nos últimos anos. E tem apontado a substituição das agências próprias por agências franqueadas como uma de suas estratégias de gestão. Além das agências próprias espalhadas pelo Brasil, os Correios atuam em sistema de franquias há pelo menos 30 anos. Já são considerados a maior franqueadora do país, com mais de mil franquias em todo Brasil.

A agência franqueada dos Correios é um investimento vantajoso. E quem não quer esperar pela abertura de licitação, pode comprar uma unidade já em andamento.

No Norte do Paraná, por exemplo, há uma franquia à venda com faturamento e R$ 40 mil/mês, e lucro líquido mensal de R$ 20 mil.

O franqueado está vendendo porque vai se aposentar.

Assim como a Caixa Econômica Federal, os Correios permitem esse tipo de transferência mediante análise prévia do perfil do candidato comprador. A vantagem desse tipo de negócio é poder contar com histórico de faturamento consolidado da agência.
A agência franqueada é um negócio fácil de tocar e oferece quase todos os serviços de uma agência própria. Os Correios oferecem serviços exclusivos (carta, telegrama e correspondência agrupada) que compõem 54,3% do seu faturamento, segundo o site institucional da empresa. Também não é preciso se preocupar com a concorrência porque os Correios não permitem operações próximas uma da outra.

Para desfrutar da marca, o franqueado repassa uma porcentagem sobre os serviços e uma taxa à sede dos Correios todo mês. O tempo de concessão é de 10 aos renováveis por mais dez.

Leia também: Lotérica à venda: como ter um dos negócios mais seguros do mercado sem passar por licitação ?

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

RIGON

SALA 3

Cris Pinzan

MUNDO DOS NEGÓCIOS

E AÍ, TÁ PRONTA?

GUIAS