Como o valuation ajudou uma indústria a se valorizar 30% em seu mercado

Por: - 31 de agosto de 2018

A Ingáflex, indústria especializada na fabricação de rótulos e etiquetas, mudou completamente depois de passar pelo valuation.

Outro empresário maringaense, da indústria de móveis, fez o valuation porque pretendia vender e queria comprovar o valor de sua empresa. Ele nos disse: “Normalmente é difícil fazer essa estimativa informalmente, tanto que eu queria uma comprovação”.

Acompanhamos um diretor executivo de uma indústria de tintas da região que usou o valuation para decidir quanto ao volume de recursos necessários para investir no negócio em andamento e a viabilidade disso.

E o dono de uma indústria de esportes e lazer que atendemos apresentou o laudo de avaliação como prova de solidez da empresa e obteve 10% de desconto nos juros para um financiamento.

Todos esses empresários têm em comum o fato de serem industriais. E o que queremos tratar nesse post é justamente sobre a utilidade do valuation para dar conta da complexidade desse segmento.

Como o valuation ajudou uma indústria a se valorizar 30% em seu merc

Detalhes do valuation para indústria

Alguns itens que requerem mais atenção na avaliação de uma indústria em relação a outros segmentos são:

 

– Análise dos departamentos, pela amplitude;

– Parte tributária, pela complexidade;

– Cálculo de custos, geralmente mais difícil que em outros segmentos;

– Especificidades logísticas;

– Clientes e fornecedores, usualmente em maior volume;

– Ações trabalhistas, mais prováveis porque o ambiente industrial normalmente oferece mais risco ao trabalhador;

– Altos valores de ativos, logo, pequenos detalhes podem impactar muito o valor final.

Todos esses desafios podem ser superados por meio da utilização de metodologias adequadas de avaliação, como Fluxo de Caixa Descontado Livre e Método de Avaliação Relativa ou por Múltiplos. Naturalmente, isso somado à experiência do avaliador para dar conta da complexidade do segmento. O horizonte de projeção para o ramo de indústria, por exemplo, costuma ser mais amplo que para outros segmentos. Isso requer muita atenção do avaliador para ser efetivo.

O que temos visto é o resultado benéfico para o industrial. Voltando ao nosso caso inicial, por exemplo, a Ingáflex aplicou as melhorias apontadas e seu faturamento cresceu  30% já no ano em que foi realizada a avaliação. Conversando posteriormente com o proprietário, Douglas Scomparin, ele mesmo previa que se refizesse a avaliação sua indústria valeria pelo menos 40% a mais em virtude dos avanços apontados no valuation.

Se você quiser saber mais sobre como funciona o valuation, acesso nosso E-book.

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

RIGON

SALA 3

Cris Pinzan

MUNDO DOS NEGÓCIOS

E AÍ, TÁ PRONTA?

GUIAS