Os cinco “REs” da indústria de entretenimento: remakes, revivals, reboots, remasters & reunions

Por: - 18 de janeiro de 2022

Vida Longa e próspera!

Hoje vamos falar de uma tendência cada vez mais “na moda” na cultura pop, os “REs”, e explicar cada um para você entender de vez as diferenças entre eles e o porquê de diversas empresas estarem apostando nesse gatilho nostálgico.

Antes de mais nada, devemos entender o estado cultural atual, é sabido que a maior parte do que consumimos em relação a cultura pop hoje vem dos EUA, tanto filmes, HQs, séries etc …então não é de se espantar que os termos que vamos explicar aqui são originários dos EUA também.

Todos os “REs” são, em suma, maneiras encontradas pelas indústrias do entretenimento de introduzir a cultura do “retrô” aos seus produtos, e trazer conceitos já aceitos e validados por seu público alvo. 

 

REVIVAL

Revivals (podem ser traduzidos como “renascimentos”), é quando você, como o nome já diz, “revive” um certo produto, esse ano inclusive tivemos diversos revivals, como Cobra Kai, exemplo perfeito para ilustrarmos o conceito, uma saga que teve sucesso 30 anos atrás, o projeto havia terminado e o reintroduziram hoje de maneira diferente, mas remetendo à saga original, o que nos faz ter aquele gostinho de nostalgia e continuísmo da franquia.

Nos últimos tempos o número de Revivals estão crescendo exponencialmente, tivemos Gilmore Girls, Matrix 4, Sex and the City, Caça Fantasmas, Pânico entre vários outros, e não se restringe à televisão e ao cinema, mas também música, quadrinhos, games, enfim, todos os produtos culturais.

 

REBOOT

Podemos entender o Reboot como “Reinicialização”, ou ainda, um “Reset”, neste conceito é descartado a história, a continuidade estabelecida e realmente recria personagens, histórias e enredos do zero. O Reboot está se tornando muito comum em séries e filmes, um caso icônico que me vem à mente é do próprio homem aranha, tivemos a oportunidade de ver 3 versões do cabeça de teia se encontrando no último filme, cada um dos personagens, era um reboot do homem aranha, um Peter Parker diferente, com outro ator, outro enredo e história.

Outros exemplos de Reboot é o Hulk, Batman, Super-man … enquanto os Reboots estão ficando cada vez mais comuns no cinema, nos quadrinhos eles acontecem há muito tempo, existe o Reboot de universos, histórias e personagens, sendo para contar novas histórias, ou mesmo quando muda o desenhista.

 

REMAKE

Vem de “Refazer”, é fácil confundir com o Reboot, porém, diferente deste, o Remake é fiel a história original, ele refaz a obra original, sendo por conta da modernização, ou mesmo uma releitura.

Já é normal para Hollywood fazer remakes, principalmente de obras premiadas, bons exemplos que ganharam novas versões através do Remake: Old Boy, Robocop, King Kong, Onze Homens e um Segredo.

 

REMASTER

Remaster, ou Remasterização, é típico de jogos, são relançamentos decorrentes de atualização tecnológica, lembra aquele “Resident Evil 2” que foi marcante e agora saiu em melhor qualidade? O “Final Fantasy VII Remake”, ou ainda o “Crash” que era difícil pra caramba zerar e agora tem com gráficos melhorados pro Playstation 4? 

Esses são exemplos de Remasters, traz o jogo original, levemente melhorado e com melhores gráficos, mas o Remaster não é exclusivo de games, aqui podemos ver também em Animes e Animações, eu mesmo não dormi enquanto não consegui a box comemorativa de 20 anos do Akira com a versão remasterizada.

 

REUNIONS

Agora vou falar de um conceito “novo” que esquentou meu coraçãozinho nos últimos tempos, gente, minha série preferida da vida é Friends, sim sou velho, inclusive estou escrevendo essa matéria com um relógio do Friends que ganhei de aniversário do meu amor, em 2021 saiu na HBO Max o “Friends Reunion”, que nada mais é que a “Reunião” dos atores, produtores e diretores, contando causos do behind the scenes e relembrando os velhos tempos …  Gente, foi incrível!

No Primeiro dia desse ano tivemos mais um Reunion maravilhoso, que foi do Harry Potter, e como foi emocionante! É como se você pudesse reencontrar amigos que não vê há anos, atores, que fizeram parte da sua vida. Na hora da homenagem ao Snape tive que segurar o choro, foi um show de nostalgia. Espero que venham muitos outros Reunions por aí! Imagina Reunion de “HYMYM” ou “The Office”

Esses relançamentos de produtos não é coisa nova, acontece pelo menos desde os anos 40, e não é exclusivo de séries e filmes, mas também de quadrinhos, animes, games e músicas.

Esse Approach é uma estratégia inteligente de ligar o consumidor a franquias que despertam nostalgia, também, serve para tapar buraco da falta de criatividade da indústria do entretenimento. Concilia a consagração dessas obras com o sentimento retrô, é uma “fórmula certa”, afinal, você aposta em conteúdos que já são conhecidos e validados.

Esse “mercado da nostalgia” é alimentado pelo sentimento que as pessoas têm atrelado aos personagens, histórias, locais e experiências que vivenciou e a vontade de revivê-los. Ainda, ao sentimento que os pais de hoje têm de querer que seus filhos vivenciem as mesmas experiências que tiveram em sua época que os fizeram felizes, o famoso “na minha época que era bom”.

Esses “REs” estão vindo com tudo em todas as áreas da cultura, e não se enganem, nós fãs apenas temos a ganhar com isso, afinal, uma das engrenagens desse mecanismo é o “fã service”, amei ver os Reunions, me emocionei assistindo Akira remasterizado, ri do Remake da Escolinha do Professor Raimundo … é gostoso o sentimento nostálgico que temos ao consumir esse tipo de produto. Que venham os próximos “REs”!

 

Que a força esteja com vocês!

 

 

 

 

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here