Biblioteca Central da UEM ganha auditório com 166 lugares

21 de maio de 2021

Bastante reivindicado pela comunidade acadêmica, o Auditório da Biblioteca Central (BCE) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) foi inaugurado nesta sexta-feira (21). Com 166 assentos e a área de 197 metros quadrados, recebeu investimento de R$ 170 mil. Há acessibilidade, poltronas para pessoas com mobilidade reduzida e obesos, em conformidade com as normas técnicas, além de palco de 48 metros quadrados.

O auditório fica no campus-sede, em Maringá, entrada do Bloco P-03, pelo acesso térreo do subsolo, em frente ao estacionamento da Pró-Reitoria de Recursos Humanos (PRH).

“Além de um acervo qualificado, passamos a dispor de um espaço que irá propiciar conforto e acolhimento. O Anfiteatro da BCE contribuirá muito para promoção das discussões, visando cada vez mais o desenvolvimento da qualidade das pesquisas”, disse Ademir Henrique dos Santos, diretor da Biblioteca.

O reitor da UEM, Julio César Damasceno, agradeceu aos servidores da universidade pela dedicação e por ajudarem a torná-la uma referência em todas as áreas do conhecimento no tripé Ensino-Pesquisa-Extensão. “Não há espaço mais importante aqui na UEM e em toda a nossa região do que o espaço que nós estamos [a BCE]. Aqui se concentra o saber”, disse.

Para atender as comunidades interna e externa, a UEM conta com uma das maiores bibliotecas do Interior do Brasil, com área de 13.298 metros quadrados. Há 490 mil exemplares em acervo e os usuários têm acesso a cerca de 48 mil títulos de periódicos eletrônicos do PORTAL de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Fora de pandemia, o local recebe, em média, 1,5 mil usuários por dia.

Além da BCE, a universidade conta com bibliotecas setoriais e seccionais: as da Matemática, do Direito, do Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM), do Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura (Nupélia) e dos câmpus de Cianorte, Cidade Gaúcha, Goioerê, Ivaiporã e Umuarama (do Centro de Tecnologia e da Fazenda).

A conclusão da obra era aguardada desde 10 de julho de 2008, quando foi inaugurada a ala mais recente da BCE. O auditório foi concebido para atender a qualificação do ambiente e, principalmente, o bem-estar dos usuários, seguindo as diretrizes estabelecidas pelos projetos de arquitetura, de arquitetura de interiores, luminotécnico, acústico, de áudio e vídeo, sob supervisão dos professores Tânia Nunes Galvão Verri, diretora de Obras e Projetos, e Carlos Tamanini.

Também participaram da cerimônia de inauguração Ricardo Dias Silva, vice-reitor; Alessandro Santos da Rocha, chefe de gabinete da Reitoria; Antonio Marcos Flauzino dos Santos, pró-reitor de Administração; Breno Ferraz de Oliveira, diretor de Extensão; Carlos Augusto de Melo Tamanini, prefeito do câmpus universitário; Fernanda Andréia Rosa, diretora-adjunta do Centro de Ciências Exatas; Geovanio Edervaldo Rossato, diretor do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCH); Marco Antonio Costa, diretor de Ensino de Graduação; e Nilza Sanches Tessaro Leonardo, diretora-adjunta do CCH.

As informações são da Agência de Notícias do Paraná