Paraná recebe novo lote com 258,4 mil doses da vacina contra Covid-19

Por: - 17 de março de 2021
Vacina contra Covid-19
Novo lote da vacina CoronaVac chega ao Paraná / Geraldo Bubniak / AEN

O Paraná recebeu mais 258.400 doses da vacina contra Covid-19. Os imunizantes chegaram na noite de terça-feira (16/3) no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A partir desta quarta-feira (17/3), as doses serão direcionadas para as 22 Regionais de Saúde do Estado.

Com a nova remessa enviada pelo Ministério da Saúde do imunizante CoronaVac, desenvolvido pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, o Paraná chega à marca de 1.260.000 doses recebidas. É a oitava fase de envios do governo federal. Esta etapa conta com a distribuição de 3,4 milhões de doses aos estados.

Até terça-feira (16/3), 679.615 paranaenses foram imunizados contra a Covid-19, sendo 506.333 com a primeira dose e 173.282 que já completaram o ciclo, com as duas aplicações. Com isso, o Estado vacinou, com a primeira dose, 12,5% do total de 4.019.115 paranaenses dos grupos prioritários.

Com as novas doses, o Paraná dá continuidade à aplicação nos públicos prioritários, seguindo o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, na mesma linha do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Maringá adere ao consórcio para compra de vacinas

Maringá é a 1ª cidade do Paraná na lista da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) a aderir ao consórcio para compra de vacinas contra a Covid-19. A primeira assembleia para instalação do consócio será no dia 23 de março, às 15 horas, de forma online.

Ao todo, são 306 cidades do país divididas por Estado. Ainda não existem orçamentos para serem analisados pelas prefeituras para a aquisição de vacinas. O grupo de prefeitos acredita que a união de todos propiciará preços melhores e condições de entrega mais rápidas.

Na quinta-feira (11/3), o prefeito Ulisses Maia (PSD) sancionou a lei que autoriza o município ingressar no consórcio nacional pra compra de vacinas contra a Covid-19. A adesão ao consórcio, liderado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), foi aprovada na Câmara de Maringá.

Com o consórcio, o município passa a ter três caminhos para adquirir a vacina, pela FNP, pelo Ministério da Saúde ou pela compra direta. A prefeitura informou que tem reserva de R$ 110,3 milhões para adquirir as vacinas e insumos suficientes para a campanha de vacinação.

Com informações da Agência de Notícias do Paraná e da Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Maringá

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.