Duplicação da PR-317 entre Maringá e Iguaraçu é incluída em pacote de obras do Governo do Paraná

Por: - 17 de setembro de 2020
Trecho da PR-317, entre Maringá e Iguaraçu / Google Street View

A duplicação de 20 quilômetros da PR-317, entre Maringá e Iguaraçu, foi incluída no pacote de obras infraestrutura do Governo do Paraná. Ao todo, há uma previsão de investimentos de R$ 4 bilhões. Os projetos envolvem melhorias e modernização de rodovias, estradas rurais em todas as regiões do Paraná, além de um grande investimento no Litoral do Estado e na segurança pública.

No caso da PR-317, o projeto da obra foi bancado por empresários de Maringá, onde o secretário estadual de Infraestrutura, Sandro Alex, se comprometeu a dar andamento às obras de duplicação.

Segundo o governador Ratinho Junior, que vai estar em Maringá nesta sexta-feira (18/9) para o repasse de recursos ao Hospital da Criança, parte dos novos projetos do pacote de infraestrutura foi viabilizada com o financiamento de R$ 1,6 bilhão, recentemente captado pelo Governo do Estado junto ao Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

Chamado Paraná em Obras, o programa conta também com valores do Tesouro do Estado, acordos de leniência e parcerias com a Itaipu, além de ações estratégicas com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Ratinho Junior ressaltou que as obras estão prontas para serem licitadas e a expectativa da gestão é que comecem até o início do ano que vem.

Ele ressaltou que o conjunto de ações é resultado de um amplo planejamento iniciado em 2019 e da criação do Banco de Projetos.

“Assumimos o compromisso de planejar o Estado e fazer do Paraná uma central logística da América do Sul. É um planejamento a médio e longo prazo que demanda muito investimento público e privado”, disse.

“Estamos fazendo a nossa parte em cima deste planejamento, para que as obras saiam do papel no menor tempo possível”, explicou Ratinho Junior. “Um estado ou o país só se desenvolvem com uma infraestrutura robusta”, ressaltou o governador.

A Segurança Pública terá R$ 10 milhões para comprar equipamentos para o projeto Olho Vivo, que terá centrais regionais com monitoramento de câmera, análise de placa de carro, integrando bancos de dados e sistemas de segurança federal, estadual e municipal.

Será um serviço de fornecimento de imagens de cerca de 7 mil câmeras em todo o Estado, utilizando as câmeras já existentes dos municípios conveniados com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e outras que sejam do interesse da secretaria. Além desse recurso, o projeto também receberá mais R$ 50 milhões de emendas parlamentares aprovadas pelos deputados federais.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.