PR-317 vai ganhar 2 viadutos em Maringá. No trevo da PR-323 e na rotatória do Catuaí

Por: - 2 de setembro de 2020
DER-PR aprovou o projeto do viaduto do Shopping Catuaí / Reprodução Facebook

A Viapar vai dar início às obras da construção de um novo viaduto no cruzamento das rodovias PR-317 e PR-323. Além do novo viaduto, o projeto contempla o prolongamento da rodovia PR-323. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) também aprovou o projeto do viaduto do Catuaí, na rotatória da PR-317 com a BR-376. 

A equipe da Secretaria de Obras Públicas (Semop) se reuniu na terça-feira (1/9) com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, e técnicos do DER-PR. Segundo o secretário municipal de Obras Públicas, Albari de Medeiros, o parecer do DER-PR foi favorável ao novo desenho geométrico da obra proposto pelo município. 

“Temos o aval do Governo do Estado para que no ano que vem, desde que apresentemos o projeto detalhado, eles possam fechar o valor da obra e licitar”, disse Medeiros. 

A obra do viaduto chegou a ser licitada em 2018. Segundo o secretário, o projeto licitado tinha um desenho geométrico que priorizava o rebaixamento da Avenida João Pereira, na continuação da PR-317. Na passagem da gestão de Cida Borghetti (Progressistas) para Ratinho Junior (PSD), o DER-PR questionou a eficiência do projeto e solicitou novos estudos, que foram apresentados nesta terça-feira (1/9). 

Albari de Medeiros explicou que o próximo passo é elaborar o projeto executivo para que o DER-PR faça a licitação da obra. A previsão do secretário é que o projeto seja finalizado em quatro meses. Segundo ele, o projeto vai ser providenciado pela Semop, mas ainda não foi definido se vai ser feito por meio de licitação, parcerias ou pelos técnicos da secretaria.

A estimativa é que a obra vai custar R$ 35 milhões e vai ser bancada com recursos do governo estadual. Apesar do novo desenho geométrico, que prevê o rebaixamento da Avenida Colombo, Albari de Medeiros informou que não houve alterações nas desapropriações previstas anteriormente.

A estimativa é que as desapropriações vão custar R$ 10 milhões.

Viaduto deve ficar pronto sem ligação com Maringá

As obras no cruzamento da PR-317 com a PR-323 estão previstas no contrato de concessão da Viapar, que deve ser finalizado em dezembro de 2021. Além desse viaduto, a Viapar informa no site que as obras de melhorias na PR-444, em Arapongas, estão em andamento

A Viapar informou que as faixas internas da PR-317, no entroncamento com a PR-323 (saída para Paiçandu), vão ser interditadas a partir de sexta-feira (4/9) para a execução da obra. O novo viaduto deve ficar pronto em 60 dias.

A obra vai permitir a ligação da PR-323 com a Avenida Arquiteto Nildo Ribeiro da Rocha. No entanto, a execução desta ligação é de responsabilidade do município. 

O secretário de Obras Públicas, Albari de Medeiros, informou que não há previsão de continuidade imediata do viaduto. Segundo ele, o município tem um estudo da região, mas faltam recursos.

“Temos um estudo para fazer a ligação posteriormente, vamos tentar recursos a nível federal, estadual ou através de financiamento para fazer a obra”, disse.

De acordo com o secretário, ainda não há estimativa de quanto deve custar a ligação da avenida com a rodovia. “Só teremos o valor após o projeto executivo estiver completo, a última etapa de um projeto é o orçamento”, explicou.

Na região de Maringá, onde as rodovias pedagiadas são administradas pela Viapar, há uma série de grande obras a serem executadas.

São previstas obras no Contorno de Arapongas, Contorno de Jandaia do Sul e Contorno de Peabiru. Em Arapongas, por exemplo, o contorno rodoviário vai ter 10 km de extensão em pista dupla, incluindo seis viadutos. Segundo a concessionária, as obras vão ser concluídas até o fim do contrato.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.