Desapropriações para fazer viaduto no trevo do Catuaí vão custar R$ 10 milhões. Estado vai investir R$ 23,7 milhões na obra

Por: - 5 de julho de 2019
Cruzamento da PR-317 com a BR-376, trecho urbano da Avenida Colombo, em Maringá / Google Maps

A Prefeitura de Maringá começa a preparar as desapropriações para a construção do viaduto no trevo do Catuaí, no cruzamento da PR-317 com a BR-376. Nos horários de pico, os motoristas enfrentam congestionamento nas duas rodovias e a obra tende a melhorar o fluxo de veículos.

A Contersolo Construtora de Obras Ltda foi declarada vencedora da concorrência feita em 2018 pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR). A obra foi fechada em R$ 23,7 milhões.

procedimento licitatório, iniciado em 2018, foi fechado em meados de fevereiro, mas ainda não há previsão para a assinatura do contrato e autorização para o início das obras.

Tudo depende da fase de desapropriações de terrenos no entorno. Os técnicos da Prefeitura de Maringá trabalham atualmente nesse processo.

O secretário de Obras Públicas da Prefeitura de Maringá, Albari Medeiros discutiu detalhes do projeto com as equipes técnicas da Secretaria de Infraestrutura e Logística e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e algumas decisões foram tomadas.

“Definimos que o município adiantaria a fase de desapropriações para viabilizar o investimento num contexto de pressa, considerando tratar-se de obra fundamental para organizar o tráfego no trecho, garantindo fluidez e, principalmente, segurança”, explicou.

O cruzamento das rodovias, porta de entrada e saída da cidade, inclusive para caminhões que chegam pela PR-323, é um dos gargalos do trânsito da cidade. O intenso fluxo de veículos causa congestionamentos e aumenta riscos de acidentes.

O investimento no viaduto também foi confirmado ao prefeito Ulisses Maia (PDT) e a lideranças regionais, prefeitos e deputados pelo secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, em audiência realizada em Curitiba nesta quinta-feira (4/7).

Durante a reunião, também foi discutida a duplicação da PR-317 entre Maringá e Iguaraçu, trecho por onde circulam diariamente cerca de 12 mil veículos, segundo estimativas do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.