Tarifa do transporte coletivo de Maringá irá subir ainda em janeiro. Previsão é que passagem aumente para R$ 3,60

Por: - 4 de janeiro de 2018
Passagem de ônibus tende a subir de R$ 3,40 para R$ 3,60 no dia 10 de janeiro de 2018 / Murillo Saldanha

Uma reunião marcada para a tarde desta sexta-feira (5/1) tende a ser decisiva para a definição do novo preço da tarifa do transporte coletivo de Maringá. A tendência é que a tarifa básica, cobrada na recarga do cartão passe fácil, suba de R$ 3,40 para R$ 3,60.

“Deverá ficar em R$ 3,60. Estaremos acertando amanhã (sexta-feira). E vamos dar um tempo para a população se preparar. Se fecharmos o valor, o reajuste entra em vigor na quarta-feira (10/1)”, afirmou o prefeito em exercício Edson Scabora (PV).

Scabora lembrou que a administração municipal conseguiu segurar o reajuste em meados do ano passado, mas agora é preciso ceder. “É uma questão contratual. Somos obrigados a conceder. Houve muita negociação para conseguirmos prorrogar até agora”, disse.

Na tarde desta quinta-feira (4/1) a empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) entregou ao prefeito em exercício uma relação das melhorias no serviço.

A listagem inclui a disponibilização de wi-fi em todos os veículos, o aumento no número de linhas e compra de seis ônibus novos, com ar-condicionado. Os novos veículos começam a operar nas próximas semanas.

Desde meados do ano passado, a TCCC deixou de ter a isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). O imposto que deixou de ser pago nos últimos anos equivale a um montante anual de R$ 2 milhões.

Segundo Scabora, o pedido inicial da TCCC era que a passagem fosse reajustada para cerca de R$ 3,70.

No final da tarde desta sexta-feira (5/1) a Prefeitura de Maringá confirmou o reajuste da passagem para R$ 3,60.

Previsão é reduzir tarifa do transporte em maio

Ao mesmo tempo em que irá conceder o reajuste na tarifa do transporte coletivo nos próximos dias, a Prefeitura de Maringá começa a trabalhar para reduzir o valor da passagem até o mês de maio.

A administração municipal pretende custear as gratuidades concedidas aos idosos, portadores de necessidades especiais e estudantes. O prefeito Ulisses Maia (PDT) adiantou os planos em entrevista ao Maringá Post.

“Estudamos a possibilidade da prefeitura passar a subsidiar estas gratuidades que são pagas pelos usuários. Acreditamos que a reformulação no Estacionamento Regulamentado (EstaR) seja suficiente para retirar os 27%”, explicou Scabora.

Os estudos feitos pela Secretaria de Mobilidade Urbana indicam que a ampliação da área do EstaR, junto com a implantação de um aplicativo para a cobrança, possam aumentar a arrecadação.

“Os estudos mostram. Vamos ver na prática se realmente a arrecadação irá aumentar. Acreditamos que no dia 1º de maio vamos conseguir implantar esta redução nas tarifas do transporte”, adiantou.

Veja mais detalhes na entrevista concedida pelo prefeito em exercício Edson Scabora ao programa Tribuna da Massa, da Rede Massa, nesta quinta-feira (4/1).

AUMENTA A PASSAGEM

AUMENTA A PASSAGEMEstá em negociação o novo valor da passagem do transporte coletivo maringaense. Conversamos com o Vice Prefeito para saber mais informações!Acesse www.redemassa.com.br e confira outras matérias!

Posted by Tribuna da Massa – TV Tibagi on Thursday, January 4, 2018

Reportagem atualizada às 17h45 de sexta-feira (5/1) com a inclusão do link da reportagem sobre a confirmação do reajuste da passagem para R$ 3,60.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.