Justiça condena acusados de mega assalto em Guarapuava; sentenças somam mais de 300 anos de prisão

mega assalto em Guarapuava
Compartilhar

Na última decisão proferida pelo Juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca de Guarapuava, sete indivíduos foram condenados a penas que totalizam mais de 300 anos de prisão em decorrência do mega assalto ocorrido na cidade.

O crime ocorreu em abril do ano passado envolveu uma série de delitos, incluindo latrocínio, incêndio, sequestro, dano ao patrimônio público, porte de arma de fogo de uso restrito, receptação e organização criminosa.

Um dos acusados, identificado como Anderson Parra Pereira, já havia sido condenado a 55 anos de prisão na semana passada. estaria envolvido no planejamento e execução do crime, que ocorreu em abril do ano passado.

Na nova decisão, outras sete pessoas foram condenadas. Veja a seguir:

  • Danilo André Ferreira – 57 anos e 6 meses de reclusão.
  • Giovani Adriano de Oliveira – 62 anos e 6 meses de reclusão.
  • Guilherme Costa Ambrozio – 71 anos e 5 meses de reclusão.
  • Jefferson Rocha Dambroski – 57 anos e 6 meses de reclusão.
  • Robson Stuchi Ferreira – 83 anos e 8 meses de reclusão.

Além disso, Gilmar Cezar de Almeida foi condenado a 7 anos e 5 meses de reclusão, e Juliane Aparecida dos Santos Marcondes a 4 anos e 6 meses, ambos pelo crime de organização criminosa.

O advogado Herculano Abreu Filho, responsável pela defesa de Jefferson Dambroski, argumenta que a pena imposta ao seu cliente foi “extremamente injusta”, pois alega que Dambroski não participou do assalto e nem estava presente no local dos fatos. Segundo Abreu Filho, seu cliente foi condenado por ter sido supostamente abordado anteriormente pelos criminosos, indicando estradas da região que foram utilizadas como rota de fuga.

Foto:Reprodução / Redes sociais


Compartilhar