Em Maringá, Ratinho Junior afirma que não vai aceitar pedido de aposentadoria da ex-governadora Cida Borghetti

Por: - 16 de maio de 2019
O governador Ratinho Junior recebeu a imprensa para entrevista coletiva na Expoingá/Rodrigo Felix Leal/ANPr

No que depender do governador Ratinho Junior (PSD), a ex-governadora Cida Borghetti terá que solicitar a aposentadoria judicialmente. “Sobre aposentadoria, não [apenas] da questão da ex-governadora, mas de qualquer outro, vai ter que requerer na justiça, porque eu não vou dar, sou contra”, afirmou Junior em coletiva de imprensa em Maringá, durante a Expoingá, nesta quinta-feira (16/5).

O governador se posicionou sobre o tema um dia após a emenda de autoria do deputado Homero Marchese (Pros) que acabava com aposentadoria de ex-governadores, viúvas e dependentes não alcançar quantidade de votos suficientes na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Para ser aprovada, eram necessários 33 votos. Entre os 44 deputados presentes na sessão, 27 votaram pelo corte dos benefícios pagos atualmente, outros nove votaram para que os políticos tivessem a aposentadoria mantida e seis deputados se abstiveram da votação.

Atualmente o benefício de R$ 30 mil é pago para nove ex-governadores e três viúvas. A ex-governadora Cida Borghetti solicitou o benefício que ainda não foi deferido por Ratinho Junior. O benefício mantido pelos deputados estaduais tem um custo anual próximo de R$ 3,6 milhões aos cofres do estado.

Somente a proposta que acaba com a aposentadoria dos próximos gestores, incluindo Ratinho Junior, foi aprovada. Questionado durante a coletiva sobre a própria aposentadoria, o governador afirmou que “seria falta de coerência querer ela [a aposentadoria] no futuro”. O texto que acaba com a aposentadorias dos futuros ex-governadores foi aprovado com 44 votos favoráveis, unanimidade na assembleia.

Para o governador, apesar de não ter grande impacto financeiro imediato, a proposta aprovada na Alep é simbólica. “No Brasil, um milhão de pessoas consome 35% da previdência. É uma casta privilegiada de políticos, juízes, promotores e servidores que se aposentam com altos salários. Se um milhão consome 35% e os outros 30 milhões consomem 65%, alguma coisa esta errada, tem uma casta que está sendo privilegiada”.

Até sexta-feira (17/5) Maringá é a sede do Governo do Paraná. O governador, o vice-governador Darci Piana, secretários de Estado e diretores de empresas e autarquias vão despachar do Parque de Exposições.

Nesta quinta-feira, Ratinho Junior também se reuniu com autoridades municipais e estaduais em uma reunião fechada para a imprensa. Entidades maringaenses aproveitaram a ocasião para apresentar uma lista de reivindicações para o governador.

O Maringá Post entrou em contato com a assessoria de imprensa da ex-governadora Cida Borghetti. Por meio de nota, a assessoria informou “que a ex-governadora Cida Borghetti aguarda que o governador Ratinho Jr oriente a Procuradoria Geral do Estado sobre a sua decisão e o Estado responda ao pedido administrativo.”

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.