Promotor abre inquérito sobre a lei da “sopa de letrinhas” e cobra explicações da Prefeitura de Maringá

Por: - 12 de fevereiro de 2019
prefeitura

O promotor Leonardo da Silva Vilhena, que atua na área de Proteção ao Patrimônio Público, decidiu converter em inquérito civil público a investigação da lei da “sopa de letrinhas” de Maringá. Aprovada em maio de 2018, a lei trouxe três mudanças importantes na estrutura administrativa da Prefeitura de Maringá.

A primeira foi a criação da Secretaria de Segurança Pública e a segunda alteração limitou em 150 o número de cargos comissionados ocupados por não servidores.

A terceira mudança, esta sim questionada pelo Ministério Público, abriu a possibilidade de nomeação de servidores em funções gratificadas (FGs) ou cargos em comissão (CCs) para exercer o mesmo trabalho para o município.

Em junho de 2018, reportagem do Maringá Post mostrou que a lei permitiu aumentar o salário de dezenas de servidores do município. Com base em informações do Portal da Transparência da Prefeitura de Maringá e de publicações no Órgão Oficial do Município, foi possível constatar que a lei trouxe um impacto anual de aproximadamente R$ 700 mil ao ano ao erário municipal.

A reportagem do Maringá Post também é usada pelo promotor Leonardo da Silva Vilhena como base para a instauração do inquérito civil.

Na denúncia apresentada à promotoria pelo ex-vereador Homero Marchese (Pros), um dos pontos citados é o artigo 16 da Lei de Responsabilidade Fiscal, onde consta que “as ações que acarretem aumento de despesa deverão ser acompanhadas de estimativa do impacto orçamentário-financeiro no exercício em que deva entrar em vigor e nos dois subsequentes”, quando do encaminhamento do projeto para votação na Câmara.

“O projeto não foi acompanhado da estimativa do impacto orçamentário-financeiro e passou a prever um número de posições variáveis a serem ocupadas na administração”, escreveu o ex-vereador e advogado Homero Marchese (Pros) em petição protocolada no Ministério Público. Sem a estimativa, o projeto seria inconstitucional, declarou à época o deputado estadual.

Na abertura do inquérito civil, o promotor determinou a citação do município para que faça as contestações à denúncia apresentada pelo ex-vereador Homero Marchese. Além disso, a promotoria considera que ter duas possibilidades de salário para uma mesma função ou cargo “leva a uma discutível discricionariedade quanto à remuneração do agente público.”

Por fim, o promotor questiona se há o interesse público na manutenção da lei e porque não se atribui, simplesmente, um mesmo salário para uma mesma função.

A Prefeitura de Maringá, por meio da assessoria, informou que foi notificada pelo promotor e vai prestar todos os esclarecimentos solicitados. “O entendimento é que se trata de um procedimento formal do Ministério Público e a Procuradoria Geral do Município vai fazer os esclarecimentos solicitados para sustentar a legalidade do procedimentos”.



Denúncia de suposto assédio em ônibus de Maringá na rede social tem reação enérgica do prefeito. Caso não teve B.O.

A denúncia de suposto assédio em ônibus do transporte coletivo em Maringá feita por meio do Twitter na terça-feira (12/2) chegou até o prefeito...

Socióloga de Maringá é escolhida como embaixadora do Paraná em projeto nacional de Protagonismo Feminino

Trabalho visa a construir um futuro para o Brasil a partir da igualdade de gênero e da liberdade do feminino.

Após decisão do STF, seis cartórios judiciais de Maringá vão ser estatizados. Saiba quais são

Cabe ao Tribunal de Justiça do Paraná realizar concurso público para estatizar cartórios judiciais privados.

Inscrições do concurso público do Aeroporto de Maringá abrem na quarta. Até terça dá para pedir isenção na taxa

Pedidos de isenção da taxa de inscrição precisam ser feitos entre esta segunda-feira (18/2) e a terça-feira (19/2).

Denúncia de suposto assédio em ônibus de Maringá na rede social tem reação enérgica do prefeito. Caso não teve B.O.

A denúncia de suposto assédio em ônibus do transporte coletivo em Maringá feita por meio do Twitter na terça-feira (12/2) chegou até o prefeito...

Criado em Maringá, aiqfome é o app de delivery mais bem avaliado do Brasil, à frente do iFood

Na Apple Store, a nota dos usuários do aiqfome é 4.9 e na Google Play, 4.8.

Socióloga de Maringá é escolhida como embaixadora do Paraná em projeto nacional de Protagonismo Feminino

Trabalho visa a construir um futuro para o Brasil a partir da igualdade de gênero e da liberdade do feminino.

Após decisão do STF, seis cartórios judiciais de Maringá vão ser estatizados. Saiba quais são

Cabe ao Tribunal de Justiça do Paraná realizar concurso público para estatizar cartórios judiciais privados.

Inscrições do concurso público do Aeroporto de Maringá abrem na quarta. Até terça dá para pedir isenção na taxa

Pedidos de isenção da taxa de inscrição precisam ser feitos entre esta segunda-feira (18/2) e a terça-feira (19/2).

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS