Pedágios do Paraná ficam sem aumento pelo menos até a próxima segunda-feira (10/12), informa Agepar

Por: - 5 de dezembro de 2018
Praça de pedágio de Mandaguari / RTV Canal 38

Apenas na próxima segunda-feira (10/12), às 15 horas, a Agência Reguladora do Paraná (Agepar) vai reunir o seu conselho diretor para avaliar a homologação do reajuste dos pedágios do Anel de Integração. Na prática, os preços atuais permanecerão pelo menos até lá.

A agência publicou uma nota de esclarecimento sobre o assunto nesta quinta-feira (5/12), na qual informa que até esta data os processos de apenas quatro das seis concessionárias de rodovias pedindo o reajuste tinham sido encaminhados para análise da equipe técnica.

As concessionárias que encaminharam os pedidos de reajuste foram a Ecocataratas, Ecovia, Viapar e Rodonorte. Os processos da Caminhos do Paraná e da Econorte ainda não chegaram na Agepar. Antes, devem passar pela análise dos técnicos do DER-PR, que tem cinco dias úteis para isso.

“A Agepar enfatiza que, devido à complexidade do cenário atual que envolve as concessões de rodovias do Anel de Integração somente irá homologar o reajuste das tarifas após análise minuciosa e criteriosa de todos os processos, o que demandará um prazo de até 5 dias úteis”, diz a nota.

A expressão “complexidade do cenário” remete às suspeitas de corrupção, aditivos vantajosos mediante pagamento de propinas e outros crimes envolvendo as empresas investigadas pela Operação Lava Jato. Dirigentes das concessionárias e dos governos estadual e federal foram presos.

Pelos contratos, as tarifas das seis empresas seriam reajustadas no dia 1 de dezembro. O governo estadual recorreu à Justiça para não conceder o reajuste contratual, mas o juízo federal de Curitiba negou a liminar solicitada. E a Agepar conclui a nota assim:

Até que se cumpram todos os procedimentos, a Agepar entende que não deve ser posto em vigor nenhum reajuste das tarifas de pedágio, até a homologação pela agência. 



Denúncia de suposto assédio em ônibus de Maringá na rede social tem reação enérgica do prefeito. Caso não teve B.O.

A denúncia de suposto assédio em ônibus do transporte coletivo em Maringá feita por meio do Twitter na terça-feira (12/2) chegou até o prefeito...

Concurso do Aeroporto de Maringá tem onze vagas em sete cargos. Salário varia de R$ 1,4 mil a R$ 5,7 mil

O período de inscrições é de 20 de fevereiro a 20 de março. O valor da inscrição varia de R$ 70 a R$ 140.

Após decisão do STF, seis cartórios judiciais de Maringá vão ser estatizados. Saiba quais são

Cabe ao Tribunal de Justiça do Paraná realizar concurso público para estatizar cartórios judiciais privados.

Criado em Maringá, aiqfome é o app de delivery mais bem avaliado do Brasil, à frente do iFood

Na Apple Store, a nota dos usuários do aiqfome é 4.9 e na Google Play, 4.8.

Denúncia de suposto assédio em ônibus de Maringá na rede social tem reação enérgica do prefeito. Caso não teve B.O.

A denúncia de suposto assédio em ônibus do transporte coletivo em Maringá feita por meio do Twitter na terça-feira (12/2) chegou até o prefeito...

Concurso do Aeroporto de Maringá tem onze vagas em sete cargos. Salário varia de R$ 1,4 mil a R$ 5,7 mil

O período de inscrições é de 20 de fevereiro a 20 de março. O valor da inscrição varia de R$ 70 a R$ 140.

Costelaria e choperia de Londrina, Sr. Zanoni, vai abrir no antigo endereço da Costelaria BR3 de Maringá

No cardápio, o Sr. Zanoni oferece assados de picanha, mignon com queijo e costela.

Após decisão do STF, seis cartórios judiciais de Maringá vão ser estatizados. Saiba quais são

Cabe ao Tribunal de Justiça do Paraná realizar concurso público para estatizar cartórios judiciais privados.

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS