Tráfego sobre a ponte construída com técnica inovadora sobre o Rio Ivaí é liberado nesta sexta-feira. Posto da PRF que funciona desde abril é inaugurado

Por: - 6 de julho de 2018
Tráfego de veículos será liberado a partir das 13h30 desta sexta-feira (Imagem/ Divulgação Viapar)

Em período de pré-campanha eleitoral, a governadora Cida Borghetti (PP) inaugura nesta sexta-feira (6/7) a nova ponte do Rio Ivaí e a variante da PR-317, entre os municípios de Floresta e Engenheiro Beltrão. A previsão é que a partir das 13h30 o trecho seja liberado para o tráfego de veículos.

Os motoristas que saem de Maringá no sentido Campo Mourão, devem pegar a variante à direita por 10 km até a nova ponte e chegar no distrito de Ivailândia. Já quem vem de Campo Mourão para Maringá, deverá continuar pela PR-317, passando pela antiga ponte do Rio Ivaí.

A expectativa é que as obras, executadas pela Viapar conforme estabelecido em contrato de concessão, tragam mais segurança aos motoristas e, consequentemente, melhorem o fluxo de veículos na via. De oito a nove mil carros passam por dia no trecho.

As obras tiveram início no segundo semestre de 2016 e chamaram a atenção de profissionais e estudantes de engenharia. O motivo foi a técnica construtiva conhecida como “balanço sucessivo”, pouco usual na região e que dispensa colunas de escoramento no leito do rio.

Até um concurso chamado “Ponte de Macarrão do Rio Ivaí” foi realizado pela Viapar para incentivar estudantes a desenvolverem cálculos estruturais.

A ponte tem 280 metros de extensão e 33 metros de altura, com um pilar em cada margem e outros dois suportes dentro do rio. Os investimentos, incluindo a variante de 10 km paralela à PR-317, chegam a R$ 60 milhões.

Posto da PRF que funciona desde abril será inaugurado

Novo posto tem 1.417 metros quadrados e custou cerca de R$ 2 milhões (Imagem/Divulgação)

Funcionando desde abril em novas instalações, o posto da Polícia Rodoviária Federal na BR-376, pouco antes da entrada para Mandaguari, foi inaugurado oficialmente na manhã desta sexta-feira.

O posto antigo, entre Sarandi e Marialva, foi desativado e tornou-se alvo de vândalos. Quem passa por lá pode observar pichações, vidros quebrados e paredes parcialmente derrubadas.

Com 1.417 m² de área construída, a unidade tem blindagem, cobertura sobre as pistas, rampa para fiscalização, pátio para veículos retidos, gerador, canil e estacionamento. A obra custou R$ 2 milhões e foi feita com recursos de uma parceria da Polícia Rodoviária Federal com o governo do Estado e Viapar.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.