Enio Verri (PT) lidera ranking paranaense de deputados municipalistas da Confederação Nacional dos Municípios e é o 9º do Brasil

Por: - 10 de maio de 2018
Deputado Enio Verri (PT) foi classificado em 1º lugar do Paraná entre os que atuam em favor dos municípios

O deputado federal maringaense Enio Verri (PT) lidera no Paraná e está entre os dez primeiros do Brasil no ranking da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) sobre os parlamentares com mais atuação na Câmara dos Deputados em favor dos interesses dos municípios.

Para montar a classificação são usados critérios quantitativos para montar uma pontuação baseada nos votos dos deputados para matérias de importância às causas municipalistas. Pontos extras também podem ser acumulados por ações que impactem no andamento dos projetos de lei.

A análise levou em conta proposições sobre iluminação pública, aplicação mínima em serviços de saúde, apoio financeiro aos municípios, estruturação de projetos de concessão e parcerias público-privadas, dentre outros.

O deputado paranaense, procurado pela reportagem, disse que o seu trabalho na Comissão de Finanças e Tributação foi importante para a avaliação que o colocou entre os primeiros do país.

“Milito na comissão para termos o objetivo de aumentar receitas e evitar despesas nos municípios, principalmente aquelas de interesse pessoal e que acabam virando promessas inviáveis”, disse Verri.

Desempate se deu por atuação em Comissão

No caso do deputado Enio Verri, além de ter votado favorável aos municípios em todas as matérias, também participou de articulação de projeto para ampliar as atribuições do Conselho de Gestão Fiscal.

“É uma exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal que até hoje não foi colocada em prática. O debate estava parado. Fizemos um importante trabalho de bastidores para o convencimento dos deputados sobre a importância dessa questão”, destacou.

Foi essa ação extra que classificou o petista à frente do deputado Assis do Couto (PDT), que ficou em 2º lugar no Paraná e 10º lugar do Brasil, com a mesma pontuação de Verri.

Enio também lembra sobre a mudança na legislação sobre o ISS (Impostos sobre Serviços de Qualquer Natureza) de cartões, leasing e construção civil. “Antes a arrecadação para as matrizes das empresas, estabelecidas em grandes centro. Agora, fica no município onde foi feita a compra – e isso é importante aos pequenos municípios”, declarou.

Em outubro de 2017, Verri esteve em posição completamente oposta. No ranking do site politicos.org.br, ele foi classificado entre os piores do Brasil e prontamente questionou os critérios utilizados.

No entanto, no mesmo mês, ficou em 2º lugar do Paraná no Prêmio Congresso em Foco, que premia os melhores parlamentares federais do Brasil.

Veja a classificação dos melhores e piores do Paraná

O Paraná conta com 30 dos 513 deputados em atuação na Câmara Federal. No ranking da CNM, dois dos dez melhores deputados do país são paranaenses. O Estado só fica atrás do Rio Grande do Sul, que tem três entre os dez primeiros.

Os cinco melhores do Paraná e a posição no ranking nacional

1º – Enio Verri (PT) – 9º no Brasil
2º – Assis do Couto (PDT) – 10º no Brasil
3º – Rubens Bueno (PPS) – 14º no Brasil
4º – Dilceu Sperafico (PP) – 39º no Brasil
5º – Luiz Carlos Hauly (PSDB) – 43º no Brasil

Os cinco piores do Paraná e a posição no ranking nacional

30º – Reinhold Stephanes (PSD) – 487º no Brasil
29º – Osmar Bertoldi (DEM) – 486º no Brasil
28º – Giacobo (PR) – 483º no Brasil
27º – Nelson Padovani (PSDB) – 450º no Brasil
26º – Delegado Francischini (SD) – 414º no Brasil

Os maringaenses nos rankings estadual e nacional

1º – Enio Verri (PT) – 9º no Brasil
14º – Luiz Nishimori (PR) – 209º no Brasil
20º – Edmar Arruda (PSD) – 285º no Brasil

  • O deputado federal Ricardo Barros (PP) não foi avaliado porque estava ministro da Saúde.


Estudante de Química da UEM é morto em atentado em Maringá. Mais dois jovens ficaram feridos

O jovem estudante morreu na Rua Mandaguari esquina com a Rua Bragança, na zona 7.

Vítima do atentado em Maringá, professor Mima fazia Mestrado na UEM e dava aulas em cursinho de Apucarana

No Facebook, jovem se apresentava com a frase: "Eu tenho um sonho... Isso é tudo que preciso..."

Com sede em Maringá, Usina Santa Terezinha faz pedido de recuperação judicial. Dívida seria de R$ 4,6 bilhões

Pedidos de execução judicial por parte do Banco Votorantim são apontados como estopim para pedido de recuperação.

Autor do ataque em pensionato de Maringá conhecia as vítimas e morava na casa há mais de um ano

O enterro da vítima será nesta segunda-feira (18/3), às 15h, no Cemitério Municipal de Conchas, no interior de São Paulo.

Ex-prefeito Silvio Barros é condenado em caso de compra de terras da Cidade Industrial. Ele diz que fez economia para município

Irregularidade apontada é que corretores intermediaram compra de área desapropriada pelo município e receberam comissões.

Estudante de Química da UEM é morto em atentado em Maringá. Mais dois jovens ficaram feridos

O jovem estudante morreu na Rua Mandaguari esquina com a Rua Bragança, na zona 7.

Vítima do atentado em Maringá, professor Mima fazia Mestrado na UEM e dava aulas em cursinho de Apucarana

No Facebook, jovem se apresentava com a frase: "Eu tenho um sonho... Isso é tudo que preciso..."

Com sede em Maringá, Usina Santa Terezinha faz pedido de recuperação judicial. Dívida seria de R$ 4,6 bilhões

Pedidos de execução judicial por parte do Banco Votorantim são apontados como estopim para pedido de recuperação.

Autor do ataque em pensionato de Maringá conhecia as vítimas e morava na casa há mais de um ano

O enterro da vítima será nesta segunda-feira (18/3), às 15h, no Cemitério Municipal de Conchas, no interior de São Paulo.

Ex-prefeito Silvio Barros é condenado em caso de compra de terras da Cidade Industrial. Ele diz que fez economia para município

Irregularidade apontada é que corretores intermediaram compra de área desapropriada pelo município e receberam comissões.

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS