Prefeitura de Maringá assina termo de colaboração técnica e financeira com Organização Mundial da Família para obra do Hospital da Criança

Por: - 1 de março de 2018
Hospital Pequeno Príncipe de Curitiba também será parceiro do Hospital da Criança e irá dar consultoria na implantação do projeto / Governo Federal

A Prefeitura de Maringá assinou um termo de colaboração técnica e financeira com a Organização Mundial da Família, a World Family Organization (WFA), por intermédio de sua Executora e Comitê Nacional Brasileiro, que é a União Nacional das Associações de Proteção à Maternidade, à Infância, e a Família e Entidades Sociais Afins (UNAPMIF).

O objetivo é a construção e a equipação do Hospital da Criança. A Prefeitura de Maringá, por meio de convênio com o Governo do Paraná e Ministério da Saúde, ficará responsável pela aplicação de R$ 124 milhões. Parte do dinheiro, cerca de R$ 43 milhões, foram repassados nos últimos dias para a administração municipal.

A contrapartida da Organização Mundial da Família é um investimento de US$ 10,5 milhões de dólares. O convênio tem validade de um ano, prazo em que se acredita estar com o novo hospital concluído, equipado e em funcionamento.

Com 24,2 mil m² de área construída, o hospital terá 164 leitos de internação, UTI Neontal e Infantil, Hospital Dia, Centro de Especialidades, Centro de Imagem e Métodos Gráficos, Laboratório, Farmácia, Centro de Esterilização de Materiais, Administração, Serviço de Nutrição, Serviço de Hotelaria Hospitalar, Centro de Ensino e Pesquisas de Doenças Raras da Criança e Casas de Apoio à Sistemas, conforme projeto arquitetônico e plano de implantação previamente aprovados.

Organização Mundial da Família fará importação e obra

O sistema de construção será baseado em blocos prontos, modelo usado nos Estados Unidos. Para isto, a Organização Mundial da Família será responsável pela preparação da importação, nacionalização e transporte, montagem da superestrutura física com todos os seus acabamentos e estruturas de apoio.

Após a fase de construção, a mesma entidade irá fazer a preparação dos desenhos dos acabamentos, memoriais de móveis hospitalares, móveis sob medida e aquisição de equipamentos médico-hospitalares especializados.

O contrato também inclui a compra de utensílios instrumentais, acessórios e enxoval, elaboração do Plano Técnico, do Plano Operacional e do Plano Financeiro e elaboração de relatórios físico-financeiros.

Na segunda-feira (26/2), o termo foi assinado pelo prefeito Ulisses Maia e pela representante da Organização Mundial da Família, Deisi Noeli Weber Kusztra.

No final de fevereiro, a Prefeitura de Maringá publicou as justificativas para a contratação direta da Organização Mundial da Família.

Os recursos para a construção foram autorizados pelo Governo do Estado em janeiro, mas o projeto começou a ganhar corpo após a União concordar com a cessão do terreno no antigo aeroporto de Maringá, no final de dezembro.