União cede terreno no Novo Centro Cívico e Prefeitura de Maringá vai construir Hospital da Criança. Ministério da Saúde, Governo do Estado e organização internacional são parceiros

Por: - 18 de dezembro de 2017
Hospital Pequeno Príncipe de Curitiba também será parceiro do Hospital da Criança e irá dar consultoria na implantação do projeto / Governo Federal

A Prefeitura de Maringá confirmou no final da tarde desta segunda-feira (18/12) que irá construir o Hospital da Criança. O empreendimento será em terreno do Novo Centro Cívico, na área onde funcionava o antigo aeroporto.

O prefeito Ulisses Maia (PDT) e o secretário de Saúde, Jair Biatto, fecharam detalhes do novo hospital em reuniões realizadas nesta segunda-feira (18/12), em Curitiba.

Biatto adiantou que o hospital terá cerca de 170 leitos e atenderá exclusivamente às crianças em várias especialidades. “Haverá, inclusive, atendimentos na área de oncologia e teremos um apoio importante do Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba, que nos dará uma consultoria inicial”, afirmou.

O objetivo do Hospital da Criança será atender pacientes dos municípios das regiões Norte e Noroeste do Paraná. “Fechamos parceria com o Ministério da Saúde, com o Governo do Paraná e com a Organização Mundial da Família (OMF).”

De acordo com o secretário de Saúde de Maringá, a OMF, que é presidida por Deisi Kusztra, irá colaborar com investimentos internacionais para a implantação do projeto.

O Hospital da Criança será construído numa área de 88,6 mil m², localizado na Rua Seis, do Novo Centro Cívico de Maringá. A autorização para a cessão do imóvel foi publicada na edição desta segunda-feira (18/12) do Diário Oficial da União.

Terreno é exclusivo para funcionamento de hospital

Na autorização concedida pelo Superintendente do Patrimônio da União no Estado do Paraná, Jorge Luiz Moreira da Silva, o imóvel é destinado exclusivamente para a implantação e funcionamento de um Hospital Municipal.

Como existe a permissão na lei para a cessão de terrenos para a área de saúde, a superintendência de Patrimônio da União informou ter analisado apenas o projeto básico para garantir a área ao município.

“O terreno é parte do Novo Centro Cívico e, pelo recorte (no mapa), irá pegar uma parte da antiga pista de pousos e decolagens do aeroporto”, afirmou o superintendente.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.