Primeiro voo da Latam para Maringá vai ser recepcionado por caminhões do Corpo de Bombeiros

Por: - 9 de dezembro de 2019

Marcado para o domingo (15/12) o primeiro voo da Latam para Maringá vai ganhar uma recepção especial com a participação do Corpo de Bombeiros. O voo vai sair do Aeroporto de Guarulhos às 17h10 e tem previsão de chegar em Maringá às 18h20.

“Na chegada faremos um ‘batismo’ com jatos d’água de caminhões do Corpo de Bombeiros, uma espécie de boas-vindas para marcar esse momento”, afirmou o superintendente do Aeroporto de Maringá, Fernando Rezende.

Segundo o superintendente, o retorno da Latam a Maringá é importante e a companhia aposta muito no potencial da cidade. “Estivemos no escritório da Latam este mês e eles estão animados, com números bons a respeito da cidade. A procura pelos novos voos está boa, dentro de previsto pela companhia”, disse.

A Latam vai oferecer dois voos diários entre Maringá e Guarulhos. O objetivo é que sejam atendidos os passageiros que buscam conexões internacionais e também outros destinos por todo o país. Os dois voos de Maringá a Guarulhos vão seguir viagem às 10 horas e às 19h10.

A expectativa de Rezende é que a Latam proporcione um aumento de cerca de 20% no número de passageiros no Aeroporto de Maringá a partir de 2020.

“Este ano devemos fechar com cerca de 700 mil passageiros, número 7% maior em relação ao ano passado. Mas a grande expectativa está em 2020. Com essa nova companhia operando em Maringá, devemos fechar o próximo ano com cerca de 850 mil passageiros”, avaliou o superintendente.

“A malha aérea é a porta de entrada de um destino, e o potencial de Maringá exigia esse aumento no número de voos. Todo o trade turístico celebra essa conquista e espera ver bons resultados em função do maior fluxo de visitantes”, afirmou a presidente do Convention Bureau de Maringá, Maria Iraclézia de Araújo.

A redução da alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o querosene de aviação, de 18% para 7% motivou a companhia aérea Latam a voltar a operar em Maringá.

Essa redução é uma luta antiga do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, que entregou diversos documentos ao Governo do Estado.

As obras na pista do aeroporto foram iniciadas em dezembro. A pista de pouso e decolagem vai ser a mais extensa do estado com 2.380 metros. O investimento é de R$ 81,5 milhões e o prazo para realização da obra é de um ano.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.