Obras no Aeroporto de Maringá começam em dezembro. Nesta quinta tem Seminário de Infraestrutura Aeroportuária

Por: - 26 de novembro de 2019
Tarifas sobem a partir de 20 de fevereiro / Prefeitura de Maringá

A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Obras Públicas (Semop), realiza na quinta-feira (28/11) o primeiro Seminário de Infraestrutura Aeroportuária. O evento vai discutir regras e particularidades sobre a infraestrutura aeroportuária e apresentar o projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Regional de Maringá.

As obras no aeroporto são previstas para começar no início de dezembro. A assinatura da ordem de serviço, que autoriza o início das obras no Aeroporto Regional de Maringá, vai ocorrer na sexta-feira (29/11).

A reforma vai custar 81,5 milhões e é previsto o prazo de um ano para a conclusão. Por se tratar de uma obra realizada por meio do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), não pode haver aditivos e nem atrasos. Os recursos são do Governo Federal com contrapartida do município.

Com a reforma, a pista de pouso e decolagem vai ser ampliada de 2.100 metros para 2.380 metros, o que torna a pista de Maringá a  maior do Estado.

Além disso, também vai ser implantada a pista de taxiway paralela, onde a aeronave vai ter condições de taxiar até o terminal, e a pista existente vai ser revitalizada. O pátio de aeronaves vai ser reconstruído e a Seção Contra Incêndio do Corpo de Bombeiros vai ser  ampliada de 150 m² para 300 m². 

Segundo o superintendente do Aeroporto Regional de Maringá, Fernando José Rezende, o projeto de reforma e ampliação é um case da Secretaria Nacional de Aviação Civil. Além de se tratar de um Regime Diferenciado de Contratação (RDC), é o primeiro projeto do Governo Federal que utiliza o conceito Building Information Modeling (BIM). 

O BIM e o RDC são dois temas que vão ser abordados durante o Seminário de Infraestrutura Aeroportuária. O Building Information Modeling é um conceito que prevê a virtualização dos elementos do projeto e da construção de obras de engenharia. O conceito facilita a observação de irregularidades, erros de projeto e sobreposições. 

O Regime Diferenciado de Contratação (RDC) foi criado para atender à Copa do Mundo em 2014 e outros eventos esportivos no Brasil. O objetivo do modelo é ampliar a eficiência nas contratações públicas e a competitividade entre os licitantes. No RDC, por exemplo, não há aditivos na obra.

“A SAC [Secretaria Nacional de Aviação Civil] entregou um anteprojeto bem detalhado e depois foi feita a licitação do projeto básico e obras juntos. Em outros regimes de contratação, se contrata primeiro o projeto e depois a obra. No caso do RDC, quem faz o projeto é a própria executora e ela tem que saber que não vai haver aditivo. Isso é importante, porque há uma previsão de valores e a tendência de uma obra mais rápida”, explica Rezende.    

De acordo com o superintendente do aeroporto, por se tratarem de experiências inovadoras o projeto da reforma levou um pouco mais de tempo para ser aprovado. A empresa entregou o projeto básico em julho e havia a expectativa que as obras poderiam começar em agosto. No entanto, foram necessárias readequações no projeto após avaliações do município e da Secretaria Nacional de Aviação Civil.  

Segundo Fernando Rezende, apesar das obras, o aeroporto continuará em funcionamento. A reforma e ampliação da pista vai ser executada em três etapas, o que permite o pouso e decolagem na parte onde não haverá obras. Apenas na reforma da faixa central da pista, o aeroporto vai ficar fechado por até 12 horas.

O seminário de Infraestrutura Aeroportuária vai ser realizado no Auditório Joaquim Lauer, na Unicesumar, a partir das 8h30. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da prefeitura (acesse aqui).

Seminário de Infraestrutura Aeroportuária

  • 8h30 – 9h – Credenciamento
  • 9h – Abertura: Prefeito de Maringá – Ulisses de Jesus Maia Kotsifas
  • 9h20 – Apresentação do Projeto de Reforma e Ampliação do Aeroporto Regional de Maringá:
    Superintendente do Aeroporto de Maringá – Fernando José Resende
    Secretário de Obras Públicas – Albari Alves de Medeiros
    Diretora de Obras Conveniadas – Érica Magalhães
  • 10h – Agência Nacional De Aviação Civil – ANAC
    Marcos Paulo
  • 10h40 – Coffee break
  • 11h10 – Secretaria de Aviação Civil – SAC.
  • 11h50 – BIM e sua crescente aplicação nos órgãos públicos
  • 12h30 – Intervalo
  • 14h – Modalidades de Contratação com ênfase em Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC).
  • Luiz Fernando Ururahy de Souza – Secretário de Fiscalização de Infraestrutura Rodoviária e de Aviação Civil do TCU
  • 15h30 – Coffee break
  • 16h – “Estudo de caso”
  • Luiz Fernando Ururahy de Souza – Secretário de Fiscalização de Infraestrutura Rodoviária e de Aviação Civil do TCU
  • 17h – Encerramento.

Serviço:

  • Quando: 28 de novembro de 2019 (quinta-feira)
  • Onde: Unicesumar – Auditório Joaquim Lauer (bloco 6)

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.