Secretaria Nacional de Aviação Civil autoriza Prefeitura de Maringá a abrir licitação de R$ 127 milhões para ampliação da pista e reformas no aeroporto

Por: - 30 de maio de 2018

A Prefeitura de Maringá está autorizada a abrir processo de licitação para contratar empresa que irá executar obras no Aeroporto Regional Silvio Name Júnior. O ofício foi enviado nesta semana para a prefeitura pelo secretário nacional de Aviação Civil, Dario Rais Lopes.

As obras fazem parte do termo de compromisso assinado entre a cidade e o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil em agosto do ano passado. Serão repassados R$ 120 milhões para as obras, enquanto a contrapartida do município, de R$ 7,2 milhões, será dividida em dois anos, de 2017 e 2018.

Entre as obras previstas no aeroporto está a ampliação e recuperação da pista para pouso e decolagem. A pista deve passar de 2,1 mil metros para 2,38 mil metros de extensão. Também será implantada a pista de taxiway paralela, onde a aeronave pode taxiar até o terminal, além de revitalização da pista existente.

O pátio de aeronaves será reconstruído e a Seção Contra Incêndio do Corpo de Bombeiros será ampliada de 150 m² quadrados para 300 m².

Segundo o superintendente do aeroporto, Fernando Rezende, as obras devem começar em outubro e ficar prontas em 2020. Para ele, as reformas e ampliações além de trazerem mais conforto aos usuários, também podem aumentar a movimentação no aeroporto.

“Esse é o objetivo: que essas obras atraiam um maior número de voos e de companhias aéreas para Maringá”, afirma.

Atualmente, são cerca de 27 voos diários no Aeroporto Regional de Maringá Silvio Name Júnior, com apenas duas companhias aéreas operando. No ano passado, 680 mil passageiros embarcaram ou desembarcaram no aeroporto.

De acordo com Fernando Rezende, a maioria das pessoas que desembarcam vem para fechar negócios na cidade.“Todos os processos de desenvolvimento da cidade passam pelo aeroporto e com certeza a reforma vai ajudar muito nos eventos, atraindo mais negócios e congressos que movimentam a cidade.”

Enquanto o município aguardava autorização da Secretaria de Aviação Civil, a prefeitura abriu processo licitatório no valor de R$ 254,2 mil para reparos emergenciais na pista do aeroporto, adequações na sala de embarque e trabalhos de repaginação e troca de divisórias no local.

De acordo com o superintendente, “o aeroporto está constantemente em obra” e algumas das readequações previstas na licitação ainda não foram concluídas.

Prefeitura também vai aumentar área de passageiros

Além das obras anunciadas em parceria com o governo federal, o superintendente do aeroporto disse que existem outros projetos para serem realizados com recursos próprios do município.

Entre as obras previstas estão o aumento do Terminal de Embarque e Desembarque, a colocação das pontes de embarque (fingers) e reformas na área administrativa.

O processo licitatório para contratar empresa responsável por essa obras deve ser publicado em dois meses. Apesar dos custos ainda não estarem definidos, a previsão é que as reformas também fiquem prontas em 2020, junto com as obras anunciadas em parceria com o governo federal.

“Ainda estamos em fase de projetos, mas imagino que pode ser em torno de R$ 10 milhões, em função das pontes de embarque, escadas rolantes entre outros.”

Rezende afirmou que o aeroporto não tem problemas a serem resolvidos, e sim que as obras serão feitas para proporcionar melhorias e atender a crescente demanda da cidade.

“A gente não tem problemas no aeroporto. Essas obras vão contribuir para o desenvolvimento, não existe problema centralizado. A gente vai ter ampliação de uma pista, não quer dizer que vá resolver um problema”, concluiu.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.