Artesãs do Ipê Criativo abrem loja colaborativa nesta sexta no Mercadão de Maringá. Tem até roupa pra pets

Por: - 30 de outubro de 2019
Moda para pets é um dos artigos que vão ser vendidos na loja do Ipê Criativo / Ipê Criativo

A união de dez artesãs maringaenses em um núcleo do programa Empreender da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM) vai ganhar uma unidade física. Integrantes do Ipê Criativo, criado em 2016, as artesãs decidiram investir juntas na abertura de uma loja colaborativa no Mercadão de Maringá.

A inauguração vai ser nesta sexta às 8 horas. Os preços dos artigos variam de R$ 5 a R$ 100 e a variedade é grande. O Ipê Criativo reúne artesãs que produzem moda feminina, moda pet, acessórios femininos e infantis (laços, bijuterias, bolsas etc), sabonetes artesanais, artigos de cozinha, bonecos em porcelana, terrários e vasos com suculentas.

Mais detalhes sobre os produtos podem ser conferidos na página oficial do núcleo Ipê Criativo no Facebook.

De acordo com a artesã Sheila Alessandra de Sousa, todas as participantes são mães e empreendedoras que desejam e precisam viver da arte para complementar a renda familiar.

“Queremos trazer para Maringá um novo conceito de artesanato, uma loja de produtos feitos com carinho para quem busca colaborar com a economia local”, enfatiza.

Por esse motivo, o empreendimento também funciona de forma colaborativa: na gestão, na divisão de tarefas e no rateio de despesas e lucros.

“Cada uma faz um produto e todas ajudam não só em dinheiro, mas em tarefas. Compartilhamos decisões e vamos ter escalas de horários para que todas possam trabalhar e não haja sobrecarga. No futuro, queremos montar uma associação”, planeja.

O trabalho colaborativo começou na montagem da loja com a definição da fachada, pintura e mobiliário. “Há uma tendência de valorização dos produtos feitos à mão, porque isso imprime identidade aos objetos e à moda”, comenta.

Loja colaborativa vai ser aberta no Mercadão de Maringá / Divulgação

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.