Maringá Futebol Clube pega o Tubarão na estreia do Paranaense 2022

Maringá Futebol Clube

Para o Maringá Futebol Clube o Campeonato Paranaense de Futebol de 2022 começa neste domingo, 23, quando vai a Londrina enfrentar seu maior rival, o Tubarão, no Estádio do Café. O time maringaense entra em campo com vários dos reforços que acabade contratar para a temporada.

O Paranaense 2022, que começou no sábado, 22, com dois jogos, está acontecendo com a presença de público, apesar da recomendação contrária do Ministério Público do Paraná. A Federação Paranaense de Futebol (FPF) está mantendo a presença de público pelo menos nesta primeira rodada e a sequência dependerá do comportamento da pandemia de covid-19, especialmente da variante Ômicron.

Na realidade, o protocolo sanitário da Federação deixa para os municípios que vão sediar os jogos a decisão de deliberar sobre restrições de público.

 

Volta para casa

O esperado retorno ao Regional Willie Davids, com a presença do torcedor, será na segunda rodada, diante do Athletico. Logo em seguida o tricolor recebe o Paraná Clube pela terceira rodada e volta a jogar fora de casa, diante do Azuriz, em Pato Branco.

Nas quatro primeiras rodadas o Dogão irá disputar dois jogos em seus domínios e dois jogos fora de casa, no entanto, no decorrer do campeonato, ao todo serão seis jogos nos estádios adversários e cinco no WD, assim como foi em 2021.

A grande diferença em relação ao último campeonato, será a quilometragem que o MFC terá que percorrer durante a competição. Se em 2021 o Maringá andou 3.614 km, em 2022 o clube terá que percorrer 4.848 para disputar seus jogos fora de casa, se tornando a equipe que mais vai permanecer nas estradas paranaenses na competição.

 

___________

Segundo o CEO do clube, Clério Júnior, a tabela foi cruel com o MFC, já que outras equipes que também terão seis jogos fora de casa, terão que viajar menos que a equipe maringaense.

“Recebemos a tabela com surpresa, pois imaginávamos que haveria uma igualdade maior entre as quilometragens percorridas pelas equipes. Seremos o time que mais vai rodar na competição em um curto espaço de tempo. O Coritiba, por exemplo, que também irá disputar seis jogos fora de casa, vai rodar em torno de 2840 km, aproximadamente 2 mil km a menos que nós. Então achamos que poderia ter tido um equilíbrio maior nessa formatação”, explicou Júnior.

 

Caio e David

Na tarde desta quarta-feira, 19, a diretoria do Maringá FC confirmou a chegada do atacante David Ribeiro, de 23 anos, ex-Santo André, e do meio-campista Caio Cunha, de 20 anos, ex-Palmeiras.

Os atletas já realizaram todos os exames e estão integrados ao elenco que treina para a estreia neste domingo diante do Londrina, fora de casa. A chegada dos reforços aumenta ainda mais as opções ao técnico Jorge Castilho.

Caio Santos Cunha começou sua carreira no São Bernardo e chegou ao Palmeiras na equipe sub-19. O atleta já participou da equipe principal do time paulista, mas terá no Maringá a oportunidade de estrear em um jogo oficial da equipe profissional.

Já o atacante David Ribeiro Pereira, começou nas categorias de base do Santo André, passou pelo São Paulo, voltou ao Santo André quando se profissionalizou e posteriormente foi negociado com o futebol da Bulgária, atuando pelo Ludogorests Razgrad por duas temporadas. O Atleta também passou pelo Botev Vratsa e em sua volta ao Brasil atuou com destaque novamente pelo Santo André, Red Bull Brasil e Matonense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.