Força-tarefa promete coibir vendedores ambulantes nas calçadas do município

Foto: Orlando Chiqueto, Mohamad Ali Awada Sobrinho e Adão Rodrigues

A ação buscará direcionar os ambulantes para os programas do município que oferecem capacitar e formalizar estes ambulantes. A venda de mercadorias falsas é crime e prejudica os comércios locais. 

O número de vendedores ambulantes tem aumentado em alguns pontos do município, mobilizando as forças de segurança e comerciantes. A força-tarefa que envolve a Acim, Sivamar, prefeitura, Procon e polícias civil e militar começará fiscalizações começarão ainda neste mês.

Maringá identificou 50 pontos críticos onde há maior concentração dos vendedores ambulantes, principalmente na Avenida Brasil entre as avenidas Duque de Caxias e São Paulo. De acordo com o secretário de Fazenda, Orlando Chiqueto, os agentes irão a esses pontos para fiscalizar e direcionar os ambulantes para a formalização e capacitação.

É permitido serviços autônomos desde que haja regularização, normalmente relacionado à alimentação. Contudo, as demais vendas como: roupas, calçados, brinquedos é proibida no formato ambulante.