Prefeito anuncia nesta sexta a instalação de Centro de Referência para Refugiados e Migrantes em Maringá

Por: - 18 de junho de 2021
Centro de Referência para Refugiados e Migrantes
Foto ilustrativa mostra o funcionamento do Centro de Referência de Manaus, no Amazonas ACNUR/Luiz Fernando Godinho

O prefeito Ulisses Maia (PSD) deve anunciar no final da tarde desta sexta-feira a implantação em Maringá de um Centro de Referência para Refugiados e Migrantes, nos mesmos moldes dos que já estão em funcionamento em São Paulo e Manaus.


O anúncio será feito durante a solenidade de criação do Conselho Municipal dos Direitos dos Refugiados, Imigrantes e Apátridas, às 17 horas na Cáritas Metropolitana de Maringá, na Rua Nossa Senhora da Glória, Jardim São Jorge.

 

 

Iniciativa mundial

 

Os centros de referência são um projeto da Organização das Nações Unidas (ONU) e existem em vários países, principalmente naqueles que mais recebem imigrantes e refugiados.


Eles são criados por meio da
Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA), a União Europeia, além do governo brasileiro e da prefeitura de Maringá.


No local o estrangeiro que chega à cidade poderá conseguir, por exemplo, chamadas internacionais gratuitas, orientação jurídica, agendamento de solicitação de refúgio, acompanhamento psicológico, tradução de currículos e aulas de português, além de outros serviços.


A confirmação desta nova instituição em Maringá faz parte das atividades alusivas à Semana do Migrante, Refugiado e Apátrida, que acontece no Brasil há 36 anos por
iniciativa da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e do Serviço Pastoral dos Migrantes (SPM) celebrada de 13 a 20 de junho com o tema “Migração e Diálogo: Quem bate à nossa porta?”. Em Maringá, a organização da Semana Nacional do Migrante é da Cáritas Metropolitana, ligada à igreja católica.

 

 

Em busca de apoio federal

 

Nesta quinta-feira, o secretário de Juventude e Cidadania de Maringá, Emmanuel Predestin, foi recebido no Ministério dos Direitos Humanos pela ministra Damares Alves para discutir a instalação do Centro de Referência em Maringá. Ele esteve acompanhado do líder do governo na Câmara dos Deputados, o deputado maringaense Ricardo Barros (PP), que também está imbuído que Maringá tenha mais esse apoio ao migrante.

O Centro de Referência vai funcionar junto com a Casa da Mulher Brasileira, que será instalada pela Secretaria da Mulher, também com o apoio de Damares Alves e o deputado Ricardo Barros.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.