Motoristas da TCCC e Cidade Verde paralisam atividades

Por: - 8 de fevereiro de 2021
Transporte Coletivo
A paralisação das atividades do Transporte Coletivo iniciou na segunda (8/2) e continua pelo 5º dia consecutivo, nesta sexta-feira (12/2) / Divulgação TCCC

Motoristas da empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) e da empresa de transporte metropolitano Cidade Verde paralisaram as atividades nesta segunda-feira (8/2). Nenhum ônibus circula nas ruas de Maringá. Os motoristas decidiram cruzar os braços após não receberem o salário integral referente ao mês de janeiro.

No sábado (6/2), representantes dos funcionários publicaram vídeo nas redes sociais anunciando a paralisação das atividades a partir desta segunda. Os motoristas receberam apenas 50% do salário e a empresa vai parcelar o restante.

A TCCC e a Cidade Verde afirmam que o motivo do não pagamento integral dos salários é o desequilíbrio financeiro que enfrentam desde março de 2020, causado pela redução do número de passageiros.

Em entrevista para o Maringá Post na sexta-feira (5/2), o diretor administrativo da TCCC, Roberto Jacomelli, afirmou que o objetivo da empresa é cumprir com a parte do salário que não será paga “o mais breve possível”, mas que isso vai depender da entrada de receitas.

Nas redes sociais, o prefeito Ulisses Maia (PSD) mandou um recado para empresa e pediu que os salários dos funcionários sejam pagos integralmente. Maia afirmou que, caso isso não ocorra, a prefeitura vai notificar a empresa para rescisão do contrato de concessão.

“Entendo que dificuldades financeiras por conta da pandemia muitas empresas têm. Por isso, muitos estão se adequando, inovando e mudando os serviços. Porém, nem por isso deixaram de pagar salário ou pressionaram os trabalhadores para pedir que a prefeitura resolva, quando a obrigação é da empresa. Se fosse assim, teríamos que disponibilizar recurso público para toda empresa em dificuldade. É inviável e injusto com a população”, escreveu o prefeito nas redes sociais.