Estudantes de Maringá disputam etapa final da Olimpíada Nacional em História do Brasil

Por: - 29 de outubro de 2020
Independência ou Morte, pintura de Pedro Américo / Reprodução

Três estudantes do ensino médio de Maringá estão na disputa da 6ª etapa da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB). Ao completar a tarefa desta etapa, as alunas serão avaliadas durante a sétima e última etapa, que classifica os participantes e distribui as medalhas de acordo com a pontuação atingida.

As alunas na disputa, que são estudantes do Colégio Marista, são Bianca Santoni, Mariana Moura e Bianca Nariai.

Com orientação do professor de História, Elton Silva, elas participam da 12ª ONHB, realizada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

A competição começou em setembro e é totalmente online em função da pandemia. A primeira fase contou com 69,8 mil inscritos de todo o país, divididos em 17,4 mil equipes formadas por um professor de História e três alunos. A última fase conta com 2.136 equipes participantes.

Serão classificados como finalistas no mínimo 400 equipes. A coordenação da Olimpíada Nacional em História do Brasil divulgará online o nome das equipes medalhistas de ouro, prata e bronze no dia 22 de novembro.

Para o professor de História do Colégio Marista de Maringá, Elton Silva, a conquista é resultado de muita dedicação e esforço das estudantes.

“Mesmo diante de uma pandemia e de um isolamento social repleto de desafios até então inéditos, as alunas resolveram fazer um esforço extra para se aprofundar nos estudos históricos e participar de uma olimpíada nacional de História. Com isso, conseguiram conquistar uma vaga na grande final”, explica.

As fases da olimpíada são compostas por tarefas dinâmicas, que combinam habilidades de interpretação de texto, análises minuciosas de fontes históricas diversas, resolução de questões de múltipla escolha e produção de crônicas de história, entre outras atividades.

“O excelente resultado obtido nessa edição de 2020 é um exemplo de perseverança e amor pelo estudo e pelos conhecimentos”, conclui Silva.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.