Shopping Avenida Fashion diz que fator externo causou incêndio. Vídeos mostram possíveis explosões na rede elétrica

Por: - 11 de setembro de 2020
Segundo o shopping, a Polícia Científica concluiu o inquérito, mas laudo ainda não pode ser divulgado / Corpo de Bombeiros

O Shopping Avenida Fashion informou, na quinta-feira (10/9), que o incêndio que atingiu o local na madrugada de 10 de agosto foi causado por fator externo. Segundo o shopping, a Polícia Científica do Estado do Paraná concluiu o inquérito sobre a causa do incêndio.

De acordo com o shopping, o laudo ainda não pode ser divulgado porque não foi acostado ao inquérito policial em andamento. “Neste momento, podemos apenas informar que já está confirmado que o incêndio não foi ato criminoso, tampouco decorrente de falta de manutenção do shopping”, disse o Avenida Fashion por meio de nota enviada à imprensa.

Apesar disso, imagens das câmeras de segurança do shopping mostram clarões que podem ter sido causados por explosões na rede de transmissão de energia elétrica (veja vídeos abaixo). Durante coletiva de imprensa em 17 de agosto, o superintendente do Shopping Avenida Fashion, Alexandre Vivan, disse que uma das causas mais prováveis do incêndio pode ter sido uma sobrecarga elétrica causada pela rede de transmissão.

“Essas explosões foram simultâneas e causaram sobrecarga elétrica em diversas empresas da região, que tiveram outros problemas, não tão graves como o nosso, mas tiveram. Tudo isso foi documentado e a perícia vai apresentar”, disse o superintendente do shopping durante a coletiva.

O incêndio danificou 134 das 279 salas do Shopping Avenida Fashion. Outras 145 salas não foram comprometidas pelo fogo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Maringá, o fogo ou a fumaça atingiram 58% da estrutura. O shopping tem 34 mil m² e 20 mil m² foram atingidos.

O shopping atacadista Avenida Fashion retomou as atividades no final de agosto em um espaço provisório no Shopping Cidade Maringá. O local, onde funcionava o Hipermercado Big, tem 12 mil m² e recebeu 148 boxes. Os lojistas devem permanecer no espaço provisório por aproximadamente dois meses, até que possam retornar para a área do shopping atacadista não afetada pelo incêndio.

Câmera de monitoramento do shopping mostra clarões que podem ter sido causados por explosões na rede de transmissão de energia elétrica

 

Imagem do Shopping Paraná Moda Park, que fica em frente ao Avenida Fashion, também mostra clarão de possíveis explosões

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.