Shopping Avenida Fashion vai retomar atividades em espaço provisório no Shopping Cidade Maringá

Por: - 17 de agosto de 2020
Shopping atacadista contratou empresa responsável pela montagem da FENIN Fashion, considerada maior feira de moda da América Latina / Divulgação

O shopping atacadista Avenida Fashion, atingido por um incêndio na segunda-feira (10/8), alugou espaço anexo ao Shopping Cidade Maringá para retomar as atividades. O novo local, onde funcionava o Hipermercado Big, tem 12 mil m² e vai receber 148 boxes para o atendimento de todos os lojistas.

A previsão é que o novo espaço comece a funcionar em 31 de agosto. A informação foi divulgada em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (17/8). Segundo o superintendente do Shopping Avenida Fashion, Alexandre Vivan, os lojistas devem permanecer no espaço provisório por aproximadamente dois meses, até que possam retornar para a área do shopping atacadista não afetada pelo incêndio.

De acordo com Vivan, o laudo da Defesa Civil de Maringá apontou que o fogo comprometeu parcialmente a estrutura do prédio e que apenas essa parte precisa ficar interditada. A expectativa é que área não afetada, que corresponde a aproximadamente metade da edificação, leve de 45 a 60 dias para ser preparada e possa receber os lojistas novamente.

O incêndio danificou 134 das 279 salas da edificação. Outras 145 salas não foram comprometidas pelo fogo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Maringá, o fogo ou a fumaça atingiram 58% da estrutura. O shopping tem 34 mil m² e 20 mil m² foram atingidos.

Segundo o superintendente, informações preliminares apontam que a estrutura do shopping atingida pela fogo foi bastante comprometida e precisa ser totalmente demolida. “Independente de ser totalmente ou parcialmente demolido, nós vamos reconstruir o shopping assim que for liberado espaço para isso, temos o seguro que nos garante o investimento”.

Durante o período no espaço anexo ao Shopping Cidade Maringá, os lojistas não vão pagar aluguel, condomínio ou fundo de promoção. A entrada vai ser controlada e consumidores do varejo não poderão entrar no local.

Além das lojas, haverá espaço para estoque dos lojistas e setor administrativo. Para adequar o novo local, o Shopping Avenida Fashion contratou uma empresa que organiza e monta a Fenin Fashion, considerada a maior feira de moda da América Latina, para montar os estandes que vão atender aos lojistas.

Lojistas serão transferidos para espaço de 12 mil m², onde funcionava o Hipermercado Big / Divulgação

Sobrecarga elétrica pode ter causado o incêndio

Durante coletiva de imprensa, o superintendente do Shopping Avenida Fashion, Alexandre Vivan, disse que uma das causas mais prováveis do incêndio pode ter sido uma sobrecarga elétrica causada pela rede de transmissão. No entanto, a administração aguarda laudo do Instituto de Criminalística para determinar as causas do incêndio.

Segundo Vivan, imagens das câmeras de segurança de empresas da região mostram explosões em dois transformadores da rede da Copel, um em frente ao shopping atacadista Vest Sul e outro no Ceasa. “Essas explosões foram simultâneas e causaram sobrecarga elétrica em diversas empresas da região, que tiveram outros problemas, não tão graves como o nosso, mas tiveram. Tudo isso foi documentado e a perícia vai apresentar.”

Enquanto o laudo do Instituto de Criminalística não estiver pronto, não vai ser permitido o acesso dos lojistas ao prédio. Além do perito da seguradora, a administração do Shopping Avenida Fashion contratou um perito particular para apurar a causa do incêndio.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.