Previsão mostra formação de novo ciclone que vai atingir o Paraná. Riscos são baixos em Maringá

Por: - 6 de julho de 2020
Ciclone extratropical deve causar menos estragos que o Ciclone bomba no Paraná
Novo ciclone que atinge o Paraná na quarta-feira (8/7) é bem menos intenso do que o último/ Foto: Metsul.com

Uma semana após a passagem do “Ciclone bomba”, que derrubou 94 árvores e deixou 900 unidades consumidoras sem energia em Maringá, o Paraná se prepara para outro ciclone extratropical. De acordo com o Instituto de Meteorologia do Paraná (Simepar), o novo ciclone não é do tipo bomba, portanto, é menos intenso que o anterior.

O meteorologista do Simepar, Lizando Jacóbsen, explica que a formação do ciclone extratropical será bastante semelhante ao ciclone bomba, mas com bem menos intensidade, principalmente na região de Maringá.

“É menos intenso, mais ‘lento’ e também não tem a mesma magnitude, por isso os impactos serão mais atenuados em relação à semana passada. Vamos ter temporal e vento forte, mas em menor escala, menos abrangência e menor intensidade”, explicou.

De acordo com Jacóbsen, os ventos devem ser mais fortes na região Sul do Paraná, próximo da divisa com Santa Catarina, onde o ciclone extratropical vai ser formado. O fenômeno vi ser mais forte no Paraná próximo à quarta-feira (8/7).

“A previsão não é para todas as regiões do Paraná, tão pouco, para todas as regiões de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul”, diz o meteorologista.

A formação menos intensa do que o “Ciclone bomba” está ligada justamente à velocidade de queda da pressão do ar. Segundo Jacóbsen,  o “ciclone bomba” recebe esse nome devido a velocidade “explosiva” com que cai a pressão do ar.

Diferentemente do “bomba”, esse ciclone extratropical tem uma constante menor na queda da pressão do ar, causando ventos menos intensos, mas ainda com potencial para registrar estragos. Segundo o Simepar, a previsão aponta para ventos de 50 a 60 km/h,  mais baixos que os de 100 km/h registrados na semana passada.

Após a passagem do fenômeno extratropical, a frente fria tende a avançar sobre o Sul ao longo da quarta-feira (8/7). Os ventos trazem ao Paraná uma forte massa de ar frio de origem polar, que deve avançar sobre a região causando muito frio no fim desta semana.

Segundo o Simepar o tempo fica nublado na sexta-feira (10/7) em Maringá, e a máxima não passa de 23ºC. A sexta-feira começa na cidade com temperaturas próximas a 9ºC.

Veja o vídeo gravado pelo meteorologista para esclarecer os detalhes sobre o novo ciclone que chega ao Paraná.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.