Temporal derruba 94 árvores e deixa 900 unidades consumidoras sem energia em Maringá

Por: - 1 de julho de 2020
Segundo a Defesa Civil de Maringá, 12 postes de energia e 11 padrões foram danificados na cidade / Defesa Civil de Maringá

O vento forte, que veio acompanhado de chuva de granizo em alguns bairros de Maringá, derrubou 94 árvores e deixou 900 unidades consumidoras sem energia na cidade. Segundo a Copel, cerca de 600 unidades ficam na Rua Vaz de Caminha, Zona 2, onde uma árvore danificou seis postes. 

Desde o início do temporal na noite de terça-feira (30/6), a Defesa Civil de Maringá recebeu 153 chamados. Segundo relatório divulgado na tarde desta quarta-feira (1/7), da 94 árvores, cinco caíram sobre veículos e oito sobre residências ou muros. 

No total, 12 postes de energia foram danificados e 11 padrões de energia. A Defesa Civil recebeu nove pedidos de lonas. Nenhuma pessoa ficou ferida.  

A Prefeitura de Maringá, por meio da assessoria de imprensa, informou que as equipes da Defesa Civil e das secretarias de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos trabalharam nas ruas durante toda quarta-feira (1/7) para solucionar os danos causados pela chuva. As solicitações podem ser feitas pelo telefone 156. 

A chuva forte era aguardada em todo o Paraná na terça-feira. A tempestade foi resultado da formação do ciclone bomba, que atingiu com mais intensidade os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Segundo a Copel, as chuvas fortes deixaram 1,2 milhão de unidades consumidoras sem energia no Paraná, sendo quase dois terços na região Leste do Estado, que concentra 2.562 pontos a serem restaurados nas redes de energia. Na região Oeste há 1.610 ocorrências para atendimento das equipes, no Centro-Sul são 918, enquanto no Noroeste há 434 serviços, e no Norte, 174.  

Na manhã desta quarta-feira, 400 equipes de serviços da Copel estão nas ruas para atendimento das ocorrências. De acordo com a Copel, a previsão de religação varia caso a caso, de acordo com a dimensão dos problemas provocados pelas chuvas.

A companhia informou que os desligamentos em circuitos de média tensão, que são os de maior extensão, são automaticamente identificados pela Copel. Trechos menores e situações de risco devem ser comunicados pelo cliente.

A comunicação de falta de luz pode ser feita pelo aplicativo para celulares, ou enviando um SMS para o número 28593, com as letras “SL” e o número da unidade consumidora.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.