Entenda as regras para funcionamento de bares e restaurantes em Maringá

Por: - 15 de maio de 2020
Restaurantes podem ficar com clientes no interior até as 23h/ Foto: Agencia Brasil

Fechados desde 20 de março, os bares e restaurantes de Maringá puderam reabrir as portas na segunda-feira (11/5). A autorização se deu por meio de um novo decreto municipal. Os estabelecimentos voltaram a servir ao público nas mesas, entretanto, o mesmo decreto que autoriza o funcionamento dos bares e restaurantes, exige uma série de medidas restritivas dos proprietários.

Quanto ao horário de funcionamento, os estabelecimentos só podem receber clientes até 22h. A partir desse horário, os clientes podem permanecer no interior dos bares e restaurantes até as 23. Entretanto, após as 22h, mesas eventualmente posicionadas nas calçadas precisam ser retiradas.

Segundo a prefeitura, a medida que exigia um funcionário para servir clientes em estabelecimentos self service, pode ser alterada. Mas os clientes que forem se servir sozinhos deverão utilizar luvas descartáveis, que devem ser fornecidas pelo  estabelecimento.

Quanto à capacidade de clientes nos restaurantes e bares, o número fica limitado a, no máximo, 50% da capacidade. As mesas dispostas no local precisam manter dois metros de distância uma das outras e não é permitido utilizar toalhas de mesa, exceto se descartáveis, que deverão ser trocadas a cada utilização de clientes.

Todas as filas, tanto para entrar, quanto para pagar no caixa, devem ser organizadas por um funcionário. O estabelecimento precisa garantir distância de dois metros para cada cliente à espera.

Medidas de prevenção como, uso de máscaras por todos no local e distribuição de álcool em gel para higienização das mãos, na entrada e dentro do estabelecimento, devem ser asseguradas pelos bares e restaurantes.

Espaços kids, playgrounds e sala de jogos, devem permanecer interditados. Também estão proibidas projeções em telões e similares, assim como mesas de sinuca.

Lojas que prestam serviços de alimentação no interior dos shoppings continuam proibidos de funcionar no local. Os estabelecimentos só podem funcionar pelo sistema delivery ou de retirada no balcão.

Segundo a prefeitura, apenas lojas com acesso exterior ao shopping podem funcionar no local e com retirada no balcão. Além disso, os estabelecimentos devem interditar todos os eventuais acessos pelo interior do shopping.

Toque de recolher as 21h entra em conflito com funcionamento de bares e restaurantes

Logo após o estabelecer estado de emergência, a Prefeitura de Maringá instituiu, no dia 23 de março, o toque de recolher na cidade. A medida vale para todos aqueles que estiverem fora de casa a partir das 21h até as 5h do dia seguinte. A exceção vale para  profissionais da saúde e poucas outras situações.

A medida virou alvo de discussão na Câmara de Maringá na terça-feira (12/5), devido à “incoerência de hoário do decreto”. Os vereadores questionaram, como bares e restaurantes podem funcionar até as 22h, sendo que o toque de recolher começa as 21h.

A votação para derrubada do toque de recolher foi adiada em duas sessões, por sete votos a cinco. O pedido de adiamento partiu do vereador Alex Chaves (MDB). Segundo o vereador,  o adiamento serviria para entender como a prefeitura se comportaria no futuro, a respeito da mudança de horário no toque de recolher.

A equipe do Maringá Post procurou a prefeitura para saber de uma possível mudança de horário no toque de recolher. Segundo a assessoria, “não há definição” sobre a mudança no horário do toque de recolher.

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.