Santuário de Santa Rita de Cássia reabre para visitações em Maringá. Festa da padroeira é adiada para setembro

Por: - 28 de abril de 2020
Monumento de Santa Rita de Cássia com 12 metros de altura chama atenção dos fiéis que visitam o santuário / Augusto Sérgio

Com um baixo fluxo de visitantes, o conhecido Santuário de Santa Rita de Cássia em Maringá volta a receber os fieis. As celebrações continuam suspensas, mas tanto a igreja quanto a gruta da santa voltaram a ser abertas ao público. As atividades do santuário estavam suspensas desde 17 de março.

Em Maringá, milhares de fiéis participam da novena de Santa Rita de Cássia todos os anos. Segundo o santuário, que leva o nome da santa, cerca 20 mil devotos participam das celebrações no dia 22 de maio. Neste ano, devido a pandemia do coronavírus, a festa da santa será adiada para 18, 19 e 20 de setembro.

Segundo o reitor do santuário, padre Adriano Sacardo, o que foi adiado até o momento é a festa em homenagem à santa. Segundo ele, as celebrações acontecerão normalmente. “Por momento foi adiado o tradicional almoço e as outras ações da festa. Tanto o tríduo, quanto a celebração acontecerão no mês que vem [maio] normalmente”, explica o padre.

Como recomendado pelo o Administrador Apostólico de Maringá, Dom João Mamede, as celebrações do Santuário de Santa Rita de Cássia que acontecem no dia 19,20,21 e 22 de maio, serão transmitidas pela página do Facebook do Santuário.

“Geralmente tínhamos seis missas todos os dias 22 de cada mês. Já para a celebração do dia de Santa Rita, neste ano, devemos ter apenas três celebrações. A celebração do tríduo, continua sempre às 19h”, explica o padre Sacardo.

A respeito do horário das celebrações do dia de Santa Rita de Cássia, 22 de maio, o reitor do santuário não apresentou horários definidos. “Nesta semana faremos uma reunião com o Administrador Apostólico. Provavelmente serão três horários sem a presença do público”, disse.

Segundo o padre, é neste momento de celebrações a distância que a fé dos fiéis fica mais forte. “O celebrar em casa tem a sua força e seu significado. Jesus mesmo já disse que estaria presente onde dois ou mais estivessem reunido em nome dele. Acredito que poupo a pouco nós vamos superar isso e voltar gradativamente para as missas.”

A história de devoção à Santa Rita de Cássia em Maringá, que é conhecida entre os devotos por resolver as “causas difíceis e impossíveis”, começou ainda na década de 80, quando foi criada a capela em homenagem à santa.

Na época, a capela fazia parte da Paróquia Cristo Ressuscitado. Em 2001, a comunidade foi promovida à paróquia e como o número de visitantes só aumentava, em 2011 veio a aprovação para a criação do Santuário de Santa Rita de Cássia.

Além das celebrações no dia 22 de cada mês, todo domingo, às 15h, também é realizada uma missa em homenagem à santa. Em frente ao santuário, há um monumento de 12 metros de altura com a imagem de Santa Rita de Cássia.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.