Missas públicas são suspensas por 15 dias em Maringá. Santuário Santa Rita de Cássia cancela celebrações do dia 22

17 de março de 2020
Cerca de 20 mil pessoas passam pelos seis horários de novena no santuário / Paróquia Santa Rita

O Santuário Santa Rita de Cássia, no Jardim Itaipu, anunciou o cancelamento das missas marcadas para o dia 22 de março. Apesar disso, a igreja e a gruta permanecerão abertas durante o dia para visitação.

No final da tarde desta terça-feira (17/3), a Arquidiocese de Maringá também informou que o Administrador Apostólico, Dom João Mamede, decidiu suspender as missas públicas e atividades nas outras paróquias da cidade.

Bispo de Umuarama, Dom João Mamede anunciou na manhã desta terça-feira (17/3) que as missas e outras atividades ficariam suspensas por 15 dias nas paróquias da Diocese de Umuarama. A orientação é que as celebrações sejam transmitidas por veículos de comunicação ou redes sociais. As igrejas vão continuar abertas para visitação.

À tarde, a mesma decisão foi anunciada para Maringá e toda a área de abrangência da Arquidiocese. A determinação de Dom João Mamede abrange a reunião do clero, retiros, catequese, grupos de oração e reflexão, cursos, palestras e quaisquer outras atividades que possam aglomerar pessoas.

A medida foi anunciada no auditório Dona Guilhermina, ao lado da Cúria Metropolitana de Maringá. Também está cancelado o Mutirão de Confissões em toda a Arquidiocese. Os padres poderão atender confissões individuais.

“Os fiéis católicos poderão acompanhar as Missas pelos nossos meios de comunicação. É importante tomar medidas drásticas agora para conter a pandemia”, argumentou o bispo.

A entrevista na íntegra pode ser conferida no vídeo abaixo.

Em Maringá, milhares de fiéis participam da novena de Santa Rita de Cássia. Segundo o santuário, que leva o nome da santa, cerca 20 mil devotos participam das celebrações no dia 22 de cada mês. No total, são seis missas celebradas às 5h45, 9h, 12h, 15h, 18h e 20h.

De acordo com o comunicado divulgado na segunda-feira (16/3) nas redes sociais do santuário, o objetivo é evitar aglomerações e a proliferação do coronavírus. “Acreditamos que o bem-estar e a proteção da saúde dos nossos romeiros é o embasamento mais relevante e importante para a decisão tomada”, diz um trecho do comunicado.

  • Reportagem foi atualizada nesta terça-feira (17/3), às 18h40, com informações da assessoria de imprensa da Arquidiocese de Maringá sobre o cancelamento das missas e atividades em outras paróquias.