Prefeitura avalia autorizar reabertura dos salões de beleza na quarta-feira, diz Ulisses Maia em entrevista

Por: - 20 de abril de 2020
Prefeitura pretende liberar o funcionamento dos salões de beleza, mas com rígidas medidas de higiene e distanciamento / Agência Brasil

Salões de beleza e barbearias podem ser autorizados a retomar o atendimento na quarta-feira (22/4) em Maringá. A informação foi confirmada pelo prefeito Ulisses Maia (PSD) durante entrevista na rádio Jovem Pan nesta segunda-feira (20/4). Maia afirmou que a prefeitura tem a minuta do decreto, que vai estabelecer regras rígidas de higiene e distanciamento.

“É uma intenção, pelo menos os salões de beleza e cabeleiros nós abrirmos quarta-feira. Mas daí vamos precisar da colaboração de todos, donos de salões, dos profissionais e clientes. Se não tivermos um rígido controle de segurança dentro dos salões, vai ser um caos. Você vai para o salão se embelezar e volta com o coronavírus”, disse Ulisses Maia na entrevista.

Segundo o prefeito, o decreto vai estabelecer o uso de máscaras profissionais para os atendentes dos salões e máscara de pano para clientes. Nos salões maiores, o município vai definir distância de dois metros entre as pessoas. Ulisses Maia não informou como vai ser o distanciamento e o controle de pessoas em salões menores.

Durante a entrevista, Maia disse que a prefeitura discute a retomada das feiras livres, mas ainda não há nada definido. De acordo com ele, as feiras não voltarão a funcionar como anteriormente. “A Feira do Produtor talvez a gente consiga retomar, diminuindo a quantidade de barracas, fazendo em círculo e colocando separação entre as pessoas”.

Na sexta-feira (17/4), a prefeitura anunciou a reabertura gradativa do comércio a partir desta segunda-feira (20/4). Durante coletiva de imprensa, o prefeito afirmou que parte das atividades deveria retomar o atendimento na segunda-feira e outra parte na quarta-feira.

O decreto publicado no sábado (18/4) estabeleceu que o comércio deve funcionar de segunda a sexta das 10h às 16h. Além disso, o uso de máscaras passou a ser obrigatório na cidade. O documento não autorizou o funcionamento de academias, teatros, shoppings, salões de beleza e outros serviços.

Em entrevista na Jovem Pan, Ulisses Maia explicou que o município escolheu retomar parte das atividades na véspera do feriado para ter mais tempo de avaliar os resultados da medida. “Ao final da segunda-feira, vamos ter muitas informações e indicadores e vamos ter o feriado pela frente para ajudar. Aquilo que deu certo a gente estimula e o que não deu certo a gente tenta consertar.”

O prefeito também foi questionado sobre os leitos disponíveis na cidade. Segundo ele, de cada dez leitos de UTI em Maringá, seis estão ocupados por pacientes com doenças em geral, o que significa que não há tantos leitos disponíveis. A prefeitura aumentou de 10 para 25 leitos de UTI no Hospital Municipal e reestruturou outros 52 leitos de enfermaria.

Na manhã desta segunda-feira, o prefeito se reuniu com a superintendente do Hospital Universitário de Maringá, Elisabete Mitiko Kobayashi, e outros represantes. Na pauta da reunião estava o funcionamento dos 108 novos leitos do HU.

O espaço foi inaugurado há mais de uma ano e ainda não funciona. Segundo o prefeito, a intenção é instalar 20 leitos de UTI e 88 leitos comuns no local.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.