Prefeitura anuncia reabertura gradativa do comércio a partir de segunda-feira em Maringá

Por: - 17 de abril de 2020
Prefeitura vai estabelecer horário diferenciado para o comércio / Acim

O comércio varejista e atividades do setor de serviços devem retornar o atendimento a partir de segunda-feira (20/4) em Maringá. A prefeitura ainda não especificou quais serviços serão autorizados a funcionar, mas shoppings centers e academias, por exemplo, tendem a continuar fechados.

A medida foi anunciada nesta sexta-feira (17/4) em coletiva de imprensa. O prefeito Ulisses Maia (PSD) afirmou que parte do comércio e setor de serviços vai retomar o atendimento na segunda-feira e outra parte na quarta-feira (22/4). A prefeitura ainda discute internamente algumas definições para que os serviços voltem a funcionar.

O prefeito adiantou que serão estabelecidos horários diferenciados, para não haver conflito com outros setores como da indústria. Ele disse que uma das possibilidades em estudo é autorizar o funcionamento do comércio varejista das 10h às 16h.

O município também deve exigir medidas rígidas de higiene como uso de máscaras e álcool em gel e o controle de pessoas por metro quadrado. ”Empresas com poucos funcionários, de 0 a 5 por exemplo, todos podem trabalhar. Acima disso, vamos diminuir o percentual para trabalhar em forma de rodízio e não aglomerar”.

O decreto municipal que vai estabelecer a retomada gradativa das atividades econômicas deve ser publicado até sábado (18/4). Segundo Ulisses Maia, no geral, vão poder funcionar aquelas atividades que não provoquem aglomeração de pessoas.

No caso de shoppings centers e de atacado, escolas, celebrações religiosas, academias e cinemas, o funcionamento segue suspenso. “Nada disso será permitido, só porque não pode funcionar, mas sobretudo por conta do decreto estadual onde não foi relacionado isso como essencial”, afirmou Maia. O prefeito disse que conversou com o governador Ratinho Júnior e um novo decreto estadual deve ser publicado nos próximos dias.

O retorno de algumas atividades como salões de beleza e feiras livres é mais complexo. A prefeitura ainda estuda um formato de funcionamento dos setores. “Estamos estudando alguns locais, como da Feira do Produtor, fazer [a feira] em círculo e com um terço da quantidade de barracas, com produtos empacotados e sem consumo no local”.

Apesar da retomada gradativa das atividades, Ulisses Maia e o secretário de Saúde, Jair Biatto, não descartam a possibilidade de decretar um novo bloqueio social.

“Da mesma forma que a tendência demonstra que podemos caminhar para a reabertura, ela também vai ser determinante em um eventual fechamento. Todos devem estar preparados, manter o isolamento, distanciamento social, uso de máscaras, porque dependendo do comportamento dos números nós podemos fechar novamente a indústria e o comércio”, afirmou Maia.

Prefeitura vai comprar 5 mil testes e 300 mil máscaras para a população

Durante a coletiva de imprensa, o prefeito Ulisses Maia e o secretário de Saúde Jair Biatto anunciaram outras ações estratégicas no combate ao coronavírus.

Entre as medidas, a prefeitura vai comprar 5 mil testes, dos quais 1 mil serão do Laboratório de Ensino e Pesquisa e Análises Clínicas (Lepac) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e 4 mil de um laboratório da rede privada.

O município também vai adquirir 300 mil máscaras para distribuir à população. O prefeito informou que não deve haver multa para quem não usar máscaras, mas o uso do equipamento será obrigatório no transporte coletivo e no comércio, por exemplo.

“Não tem como a pessoa que não usar máscara receber uma punição da prefeitura, temos que conscientizar. Estamos comprando esse lote para incentivar as pessoas, mas as pessoas e empresas precisam fazer a parte delas”, disse Maia. A primeira remessa de máscaras deve ser distribuída na próxima semana.

A prefeitura firmou termo de cooperação técnica com a 15ª Regional de Saúde e a UEM, Unicesumar e Uningá. As instituições de ensino, em parceria com a Secretaria de Saúde e a Regional de Saúde, vão desenvolver um estudo epidemiológico para avaliar o percentual de infectados em Maringá.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.